RITA QUEIROZ

RITA QUEIROZ

Nascida aos 02 de dezembro do ano de 1936, na
localidade de Bom Será as margens do Rio Madeira,
filha de Antônio Ferreira Queiroz e Dionízia Farias de
Mendonça. Vive durante período de sua vida na
cidade de Humaitá/AM. É professora no seringal
onde nasceu. Em 1954 muda-se para Porto Velho
(RO) onde casa-se e tem sua primeira filha. Em
1965 muda-se para a cidade do Rio de Janeiro onde
descobre seu talento: as artes plásticas. Considera-
da por muitos pioneira das artes plásticas na cidade
de Porto Velho. Rita ao lado de personagens como o
padre Ângelo Cerri, Afonso Ligório, Canavarro e
Fona compuseram na década de 1960 um grupo que
deu inicio a trabalhos de arte numa cidade bastante
acanhada, num momento em que o território do
Guaporé possuía apenas dois municípios. Sua obra
rompe as barreiras amazônicas e hoje é conhecida
nacionalmente, atuando como artista plástica ha
mais de 30 anos. Rita e um dos maiores nomes das
artes rondonienses, divulgando as cores e as formas
da Amazônia em seu trabalho, tendo participado de
exposições dentro e fora do Brasil, inclusive com
patrocínio da Panasonic, que utilizou suas obras
numa campanha mundial. Seus trabalhos mais
recentes têm divulgado os mitos da floresta, a cultura
amazônica e seus encantos e mistérios. É uma
das defensoras da arte regional, que vê como forma
de expressão e libertação do homem e da valoriza-
cão do espaço.

Você também pode gostar

CHICA XAVIER

Atriz nascida em Salvador Chico Xavier traçou sua vida profissional no cinema, televisão e teatro. Fez teatro na cidade do Rio de Janeiro onde vive. Casada com o ator Clementino

CANAL BRASIL

Canal Brasil, único canal da televisão brasileira totalmente voltado ao cinema nacional, com uma programação 100% brasileira, com programas realizados ou co-produzidos com produtoras inde- pendentes e transmite toda a

GERALDO SARNO

Geraldo Sarno cineasta baiano é um dos diretores de maior talento da geração que revelou nomes como Glauber Rocha, um grupo que fugia das tintas coloridas oficiais para mostrar o

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!