FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE RUMO AO PERU

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE RUMO AO PERU

Trata-se de uma itinerância especial diante do momento por que vivem os peruanos envolvidos pela escolha do seu novo presidente no próximo domingo. Keiko Fujimori ou Ollanta Humala? As pesquisas têm indicado uma ligeira vantagem para a filha do polêmico ex-presidente Alberto Fujimori. é nesse clima que o FestCine chega em terras peruanas. Um clima político muito quente, mas numa temperatura variando entre dez e abaixo de zero graus. A apreensão da equipe é grande, pelos dois fatores.
Tendo chegado á Brasiléia (AC) na madrugada desta quarta-feira (1/6), a equipe percorreu mais de 700 quilômetros de uma estrada cheia de problemas, acrescidos pela obra de elevação do trecho de Mutum, por conta da inundação de considerável parte da área em decorrência da construção da usina de Jirau. Na manhã desta quarta, o set “invade” o Peru, levando sonho, esperança e muita reflexão.
O FestCineamazônia Itinerante tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Ministerio das Relações Exteriores,  Secretaria do Audiovisual,através da Lei Rouanet, Governo de Rondônia, SECEL – Secretaria da Cultura Esporte e Lazer. O apoio cultural é do Iphan,Jornal Folha de Rondonia, Fórum dos Festivais, Instituto Nacional de Cultura do Peru, INC e Prefeitura de Porto Maldonado.
EquipeFESTCINEAMAZONIA
Trata-se de uma itinerância especial diante do momento por que vivem os peruanos envolvidos pela escolha do seu novo presidente no próximo domingo. Keiko Fujimori ou Ollanta Humala? As pesquisas têm indicado uma ligeira vantagem para a filha do polêmico ex-presidente Alberto Fujimori. é nesse clima que o FestCine chega em terras peruanas. Um clima político muito quente, mas numa temperatura variando entre dez e abaixo de zero graus. A apreensão da equipe é grande, pelos dois fatores.
Tendo chegado á Brasiléia (AC) na madrugada desta quarta-feira (1/6), a equipe percorreu mais de 700 quilômetros de uma estrada cheia de problemas, acrescidos pela obra de elevação do trecho de Mutum, por conta da inundação de considerável parte da área em decorrência da construção da usina de Jirau. Na manhã desta quarta, o set “invade” o Peru, levando sonho, esperança e muita reflexão.
O FestCineamazônia Itinerante tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Ministerio das Relações Exteriores,  Secretaria do Audiovisual,através da Lei Rouanet, Governo de Rondônia, SECEL – Secretaria da Cultura Esporte e Lazer. O apoio cultural é do Iphan,Jornal Folha de Rondonia, Fórum dos Festivais, Instituto Nacional de Cultura do Peru, INC e Prefeitura de Porto Maldonado.

Você também pode gostar

Cineamazônia fecha segunda etapa da itinerâ...

O Cineamazônia completou, nesta quarta-feira (03) mais uma etapa do projeto de itinerância do festival. De barco, a caravana cultural do Cineamazônia Itinerante visitou dezessete localidades ribeirinhas que receberam as

XAPURI-ACRE RECEBE O FESTIVAL DE ARTES INTEGR...

Durante os períodos conhecidos como “ciclos da borracha”, Xapuri era a principal referência em termos sociais e culturais do Acre  e em outras regiões do país. A partir da década de

Cineamazônia Itinerante passa por Capixaba (...

Após as atividades em Assis Brasil e Iñapari, no Peru, o Cineamazônia Itinerante foi até o segundo e último município acreano previsto no roteiro do projeto: Capixaba, distante mais de

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!