ÉVORA – PORTUGAL APLAUDE FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE

ÉVORA – PORTUGAL APLAUDE FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE

“Cinema, se mima, se leva, se vai/ se cega, se neva, cinema, se cai/ cinema, se brinca, se trinca, não vai/ se afina, se anima, cinema, não cai”. O trecho da poesia do português José Luís Peixoto encaixa com precisão no espírito do que foi o Festcineamazônia Itinerante em Évora, Portugal.

A cidade, patrimônio mundial da Humanidade, na região do Alentejo, prestigiou com grande público as atividades do Festcineamazônia. Uma noite com cinema, circo, música e poesia. Essa é a quarta vez que o projeto brasileiro de festival de cinema desembarca na Europa.

O cinema levado pelo Festcine encontrou o circo de Rui Ferreira. Criador do palhaço Oli, Ferreira levantou a plateia da cidade. Com um início de carreira como malabarista, Ferreira é especialista em animação circense e teatro de rua. É um dos fundadores da Companhia Gazua Teatro de Rua. Domina diversas técnicas de malabares, balonismo, monociclo e fogo.

Acompanhado do músico Tó Zé, o poeta José Luis Peixoto foi calorosamente aplaudido após a leitura e interpretação dos poemas. Os dois pertencem à região, o que ocasionou uma emoção a mais na apresentação.

A produção local do Festicineamazônia Itinerante foi do FIKE – Festival Internacional de Curtas-Metragens, Cineclube da Universidade de Évora, Sociedade Operária de Instrução e Recreio Joaquim António de Aguiar, através do cineclubista João Macedo.

O Festival de Artes Integradas – Festcineamazônia Itinerante 2013 tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal através da Lei Rouanet, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, apoio cultural da Santo Antônio Energia, Direcção Regional de Cultura do Alentejo, ICA – Instituto do Cinema e Audiovisual, Fundação INATEL, Universidade de Évora, Museu de Évora e Câmara Municipal de Évora.

Por Ismael Machado

Você também pode gostar

PEDRAS NEGRAS FOI A SEGUNDA COMUNIDADE QUILOM...

O assassinato do líder quilombola paraense Teodoro Lalor de Lima em Belém, no Pará, foi lembrado pela organização do Festival de Artes Integradas-Festcineamazonia Itinerante. Na abertura da noite de apresentação

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE EMOCIONA GUAJAR...

“Iluminem o trem, iluminem o trem!”. O velho considerado louco entra em cena sem ser convidado e participa inconscientemente da apresentação do palhaço Martin Martinez. Ganha risos e aplausos enquanto

Cineamazônia Itinerante chega a Vila de Assu...

Como programado junto as atividades da Itinerância do Cineamazônia, no Estado do Amazonas, que primeiramente ocorreu na cidade de Humaitá, a Vila de Assuanopólis recebe a caravana do cinema no

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!