FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE EMOCIONA GUAJARÁ- MIRIM

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE EMOCIONA GUAJARÁ- MIRIM

“Iluminem o trem, iluminem o trem!”. O velho considerado louco entra em cena sem ser convidado e participa inconscientemente da apresentação do palhaço Martin Martinez. Ganha risos e aplausos enquanto sai gesticulando e reclamando porque a luz não chegou aos trens encostados. É a primeira noite da itinerância 2013 do Festival de Artes Integradas-Festcineamazônia em Guajará-Mirim, o município fronteira de Rondônia com a Bolívia. O simbolismo da estrada de ferro Madeira-Mamoré contagia público e artistas.

A estrada já havia sido homenageada pelo cantor e compositor Bado no inicio das apresentações. É impossível ignorar a história presente no passado da Madeira-Mamoré. A ‘Ferrovia do Diabo’, como às vezes é chamada, permanece como memória perene em Guajará-Mirim, com a estação preservada e duas locomotivas estáticas servindo de atração turística.

Às 19h, com o fiapo de lua crescente iluminando a ‘Praça do Trem’, o público começou a chegar. Estudantes, crianças, famílias. A alteração da rotina do município ganha corpo nesse momento. Há a expectativa do que virá depois.

“Temos nos alimentado dessa troca de experiências. A gente traz pessoas de fora e leva o que temos de melhor na Amazônia”, disse Fernanda Kopanakis, uma das organizadoras do Festcineamazonia na abertura do evento.

Bado foi o primeiro a se apresentar. Tocou duas músicas, com direito a coral participativo do público. Depois fez a tapeçaria sonora para o poeta português José Luiz Peixoto declamar de forma emocionada e emocionante três poesias contidas no pequeno livro feito especialmente para a itinerância no Vale do Guaporé.

Martin Martinez,  o palhaço argentino se apresentou a seguir com o espetáculo solo ‘Um sorriso vale mais que mil palavras’. Misturando malabarismo, música e intensa participação da plateia, Martinez ganhou a atenção de crianças e adultos.

A noite foi encerrada com a exibição dos filmes selecionados para a etapa 2013 da Itinerância no Vale do Guaporé.

No, 10, a caravana cultural atravessou o rio Guajará. À noite as apresentações serão na Praça do Cavalo, em Guayamerin, Bolívia. É a última etapa antes de o Festcineamazonia iniciar a subida pelos rios do Vale do Guaporé. No dia 12, o Festival de Artes Integradas será na localidade de Surpresa, em Rondônia. Dois dias depois, a equipe chegará a Beni, na Bolívia.

O Festival de Artes Integradas – Festcineamazônia Itinerante 2013 tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal através da Lei Rouanet, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, apoio cultural da Santo Antônio Energia e Parceria Institucional da Fundação Banco do Brasil.

Por Ismael Machado/Festcineamazonia

Previous FESTCINEAMAZÔNIA EMOCIONA MANAUS E SEGUE PARA MACAPÁ
Next GUAJARÁ MIRIM É O PONTO DE PARTIDA DA ITINERANCIA 2013 DO FESTCINEAMAZÔNIA

Você também pode gostar

Cineamazonia Itinerante – 16ª Edição exibe filmes na Bolívia

  Como parte do projeto da mostra de filmes da 16ª Edição do Cineamazônia Itinerante, serão exibidos em quatro cidades da Bolívia, as margens do Rio Guaporé, com a seguinte

CALAMA A TERRA DOS BOTOS RECEBE O ITINERANCIA

Calama é o portal de entrada do estado de Rondônia para quem vem do estado do Amazonas via fluvial. Foi na manhã de quarta feira dia 25, que o barco

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE FECHA COM CHAVE DE OURO SUA ITINERÂNCIA NOS DISTRITOS

Neste dia 02 de junho, depois de percorrer oito distritos da cidade de Porto Velho, RO, o FESTCINEAMAZONIA ITINERANTE fechou com chave de ouro a primeira etapa de sua intinerancia