ACRE RECEBE FESTCINEAMAZONIA ITINERANTE 2012

Um mastro com mais de 50 metros de altura tremula a bandeira do Acre. Foi este o espaço escolhido para a ralizaçao do Festcineamazonia Itinerante 2012. O calçadão da Gameleira, no centro histórico no 2º Distrito, é um espaço de prédios antigos revitalizado pelo Governo do Estado e foi onde nasceu a capital acreana, Rio Branco.
Segundo historiadores, a cidade surgiu em 28 de Dezembro de 1882, com a ação do seringalista natural do Ceará, Neutel Maia.



Na noite de domingo 13 de maio, crianças, jovens e adultos, assistiram a filmes e vídeos ambientais projetados numa grande tela de cinema. “Vi o movimento de vocês montando a estrututura e por curiosidade vim ver, vocês deixaram meu dia bonito, um presente pra gente que vem todo domingo passear aqui”, disse Bartolomeu Dias, de 70 anos de idade. Este é o quinto ano que o Festival acontece no Acre.

O Festcineamazonia – Festival Latino Americano de Cinema e Video Ambiental segue com sua caravana rumo ao Peru. O Projeto acontecerá em Inapari, dia 16/05, Ibéria, dia 17 e Porto Maldonado, na Amazonia Peruana, sábado dia 19/05.

O Festcineamazonia Itinerante 2012 tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal através da lei Rouanet, Ministerio da Cultura, Secretaria do Audiovisual e nesta ação contou com o apoio do Governo do Acre, através da Fundação de Cultura Elias Mansour.

Previous FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE EM PORTUGAL
Next AMAZÔNIA: A MAIS COMPLETA TRADUÇÃO.

Você também pode gostar

30/03/2010 FEST CINEAMAZÔNIA EXIBE CORUMBIARA NO ACRE

O Fest Cineamazônia Itinerante fecha hoje (30/03), o ciclo das capitais da região Norte, com exibição a partir das 19 horas, na Biblioteca Pública Estadual, de Rio Branco (AC). Produções

FESTCINEAMAZÔNIA DIVULGA ROTEIRO DE ITINERÂNCIA NO PERU

O Peru será o segundo país a receber a mostra do Festcineamazônia Itinerante, etapa 2011. Tal como na Bolívia, quatro cidades peruanas serão contempladas: Porto Maldonado dia 02 de Junho,

FESTCINEAMAZÔNIA CHEGA NA COMUNIDADE QUILOMBOLA DE PEDRAS NEGRAS

Pedras Negras é uma comunidade quilombola a qual, como a boliviana Versalles, está trabalhando com o turismo de pesca. Logo na chegada, ao lado do porto, uma pousada para pescadores,