HOMENAGEM E SURPRESA MARCAM O TERCEIRO DIA DO FESTCINEAMAZÔNIA

HOMENAGEM E SURPRESA MARCAM O TERCEIRO DIA DO FESTCINEAMAZÔNIA

Cerimônia contou com a presença do secretário do Audiovisual do Minc, Pola Ribeiro

Surpresa, emoção e alegria. A noite de quinta-feira, no Teatro Sesc Esplanada, do segundo dia da mostra competitiva do Festcineamazônia pode ser resumida nessas três palavras.

A surpresa ficou por conta da presença de Pola Ribeiro, secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura, que aproveitou a breve passagem por Porto Velho, onde participaria do III Encontro de Cultura das Universidades Públicas da Região Norte para prestigiar a mostra competitiva do Cineamazônia. Juntamente com Leopoldo Nunes, que também já fora Secretário do Audiovisual do Minc, Ribeiro subiu ao palco para falar sobre o evento e da importância que o festival tem para a cultura rondoniense.

A noite também teve a participação de alunos da escola municipal Barão de Solimões, que apresentou o curta “Mapinguari Salva a Floresta: Queimadas”, produzido durante o projeto “Animando na Amazônia”, com direção de Chrystiann Ritse.

Logo depois da exibição dos curtas, foram apresentados os filmes que seriam julgados na mostra competitiva desta quinta-feira. O destaque ficou para o documentário, [R]Existo, produção local dirigida por Joesér Alvarez. Em pouco menos de 15 minutos, o documentário fala sobre a última grande inundação do Rio Madeira na capital rondoniense, Porto Velho.

Logo depois foia vez do grande homenageado da noite subir ao palco. Em discurso emocionado e emocionante, o jornalista Euro Tourinho falou sobre sua trajetória e sobre o quão é importante iniciativas como a do Festcineamazônia para Porto Velho.

Para fechar a noite, foi exibido o premiadíssimo documentário “Damas do Samba”, de Susanna Lira, no Mercado Cultural, que fala sobre o papel ativo das mulheres no universo do samba do Rio de Janeiro. O melhor, entretanto, ficou para o final com o grupo de samba formado apenas por mulheres, Pastoras do Asfaltão, fez um show animado e com muita alegria. Foi a primeira apresentação delas como atração principal, que serviu para combinar com o tema, colocando as mulheres como protagonistas, papel muitas vezes negados a elas no universo do samba.

O Festcineamazônia 2015 tem o patrocínio do BNDES, Petrobras, Governo Federal, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet, apoio cultural da Prefeitura de Porto Velho, Funcultural, Governo de Rondônia através da SEJUCEL, Sesc Rondônia, Iphan. O Festcineamazonia é membro do Greenfilm Network e do Fórum dos Festivais.

Você também pode gostar

Cineamazônia anima público de Assis Brasil ...

Após uma longa viagem, o Cineamazônia Itinerante chegou a Assis Brasil na quinta-feira (03), para a primeira atividade da caravana prevista até o dia 14 de agosto. O local escolhido

Cineamazônia começa contagem regressiva par...

 A partir desta terça-feira, 22, Porto Velho volta a ser a capital brasileira do cinema voltado ao meio ambiente. Programação inclui filmes, música, oficinas e circo. Um grito de amor

A PRIMEIRA VEZ NÃO SERÁ ESQUECIDA

É um tempo diferente o que cerca a comunidade que vive na Reserva Extrativista Rio Ouro Preto, entre os municípios de Guajará-Mirim e Nova Mamoré, em Rondônia. Guiados pelo rio

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!