Remanso marca despedida de Cineamazônia da fronteira boliviana

Texto: Ismael Machado
F0tos: Zeca Ribeiro
Edição: Lui Machado

 A bandeira da Bolívia desfraldada com emoção ao final do espetáculo era o principal símbolo do final da etapa boliviana do Cineamazônia Itinerante 2016. A bandeira foi aberta por Geysa Helena e Alexandre, os palhaços Cotonete e Chiquita no momento da foto que registraria a apresentação em Remanso, localidade boliviana às margens do Rio Guaporé.

Foi uma exibição especial, tanto do cinema como da apresentação dos palhaços. A tela e o picadeiro foram montados às margens do rio, à frente de um imenso descampado, com direito a campo de futebol.

Itinerância Vale do Guaporé

Itinerância Vale do Guaporé

Além de ser a última sessão em terras bolivianas da fronteira, era o início das comemorações da semana da pátria na Bolívia. E também uma moradora fazia aniversário de 15 anos. Duas confraternizações em locais bem próximos.

Depois de Remanso, a última etapa da Itinerância é no município de Pimenteiras, em Rondônia.

Cineamazonia, 14a EDIÇÃO, tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet. Apoio Cultural da Prefeitura de Porto Velho, através da SEMA

Previous Cafetal e Laranjeiras: arte e cultura nas duas margens do Guaporé
Next Cineamazônia fecha segunda etapa da itinerância em Pimenteiras

Você também pode gostar

Cineamazônia leva Cinema no Bairro até conjunto Orgulho do Madeira

O Festival Latino Americano de Cinema Ambiental – Cineamazônia no ano de 2017, realiza sua 15ª edição, e para tanto, tem como uma de suas metas, a compreensão da necessidade

CINEAMAZÔNIA PROMOVE ENCONTRO ENTRE MÚSICA E CINEMA EM PORTO VELHO

O nome causa surpresa, mas dá uma pista da intenção do filme. ‘Xingu Cariri Caruaru Carioca’, da diretora carioca Beth Formaggini, utiliza a música para contar uma história que fala

Filme sobre Rondon vai abrir a 14a edição do Cineamazônia 

Marechal Cândido Rondon, foi uma das mais proeminentes figuras que ajudou a colonizar o território brasileiro de forma efetiva. É sobre esse personagem histórico que se trata o filme “Rondon,