Cineamazônia oferece oficina gratuita para levar cinema às escolas

Oficina de Bete Bullara será realizada entre os dias 23 e 25 de novembro no Centro de Formação do Teatro Banzeiros. As inscrições para os dois cursos-oficinas podem ser feitas através do site www.cineamazonia.com.br/oficinas.

foto-bete-2

A fotógrafa Bete Bullara ministrará a oficina do Cineamazônia ‘Cinema na Escola: ver e fazer’

Aprofundar-se no fazer cinema ou simplesmente iniciar nesse universo. Seja qual for o interesse pessoal, o Cineamazônia possibilita discussões práticas sobre o tema em duas oficinas ofertadas como parte da programação do festival. As oficinas ‘Cinema na Escola: ver e fazer’ e ‘Cinema de uma pessoa só’, mesmo com intenções diferentes apontam o mesmo caminho, o do acesso, da democratização e da plena iniciativa de contar suas próprias histórias a fazendo cinema.

‘Cinema na Escola: ver e fazer’ será realizada no Centro de Formação do Teatro Banzeiros, entre os dias 23 e 25 de novembro, das 8h às 12h. Com inscrição limite de 25 pessoas, o curso visa oferecer, principalmente aos professores, informações e reflexões sobre a formação social do olhar e a construção das linguagens audiovisuais; o seu uso no cotidiano da nossa sociedade e sua utilização em sala de aula; o aprofundamento da leitura crítica das obras audiovisuais e sua importância para a educação no mundo contemporâneo.

“Além disso, pensar a lei que torna a exibição de filmes e audiovisuais de produção nacional obrigatória nas escolas de ensino básico por, no mínimo, duas horas mensais e introduzir o professor nas questões da estética e linguagem do audiovisual para termos nas escolas uma curadoria que atinja os objetivos culturais e educacionais da lei”, explica a ministrante do curso Bete Bullara.

Formada em Cinema pela Universidade Federal Fluminense (UFF), jornalista e fotógrafa, Bete Bullara é Secretária executiva do CINEDUC desde 1975, onde participou de treinamento de professores, mesas redondas e palestras, tanto no Brasil como no exterior. Preparou materiais didáticos, tanto teóricos como de exercícios e já realizou 67 oficinas para professores e para jovens em 16 estados brasileiros para o SESC Nacional no último ano.

No curso Bete Bullara terá como assistente Maria Luzia Ferreira Santos, mestre em Educação pela Universidade Federal de Rondônia (2014), licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Federal de Rondônia/ UNIR (1998. Maria Luzia realiza oficinas de Animação em Stop Motion, como instrumento didático-pedagógico para alunos e professores.

As inscrições para os dois cursos-oficinas podem ser feitas através do site do site www.cineamazonia.com.br/oficinas.

Cineamazonia, 14a EDIÇÃO, tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet. Apoio Cultural da Prefeitura de Porto Velho, Sejucel e Unir – Universidade Federal de Rondônia.

 

Você também pode gostar

Filmes e palhaços unem-se no Cinema no Bairr...

Com sete filmes e um espetáculo circense, bairro São Sebastião I, em Porto Velho, recebe programação do Cineamazônia Sete filmes e um espetáculo circense. Essa é a programação reservada pelo

O baixo elegante de Arthur Maia encerra Cinea...

Entre tantas peculiaridades que tornam o Cineamazônia um festival de cinema único no país, sua constante interação com outras formas de expressão artística é certamente uma das características que mais

Itinerância leva pequena dose de cinema à V...

Vila Jirau é um vilarejo pequeno, construído às margens da BR 364, em Porto Velho. Por lá, o poder público chega timidamente e as necessidades dos moradores são muitas. Ou

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!