Cineamazônia Itinerante chega ao Estado do Amazonas

Cineamazônia Itinerante chega ao Estado do Amazonas

Com uma abrangência que em 2016 alcançou quatro países e chegou a 36 localidades, mais a realização da décima quarta edição em Porto Velho/RO, totalizando 50 sessões de cinema, agora é a vez do CINEAMAZÔNIA chegar ao vizinho Estado do Amazonas, junto a cidade de Humaitá e comunidade de Assuanopólis.

28787476193_480x320Desde o ano de 2008, quando deu-se início as atividades itinerantes do CINEAMAZÔNIA, ano após ano, a simpática cidade de Humaitá (AM) sempre foi parada obrigatória da caravana do cinema. Distante 200 km de Porto Velho, via BR 319, Humaitá é uma das mais antigas cidades do Estado do Amazonas, com uma população estimada em torno de 53.000 habitantes. Com um aspecto bucólico e uma bela arquitetura com prédios antigos, a cidade tem em suas margens o grande Rio Madeira.

Na programação do CINEAMAZONIA Itinerante, as atividades de cinema na cidade de Humaitá ocorrem no dia 13 de abril (quinta-feira), às 7 da noite, junto a quadra da Escola Estadual Integral Álvaro Maia, com entrada gratuita para toda a população. A escolha da escola conta com o apoio da Diretora Íris Chamberlain, que compreende da necessidade de integrar o cinema como ferramenta educacional, especialmente, considerando que o CINEAMAZONIA tem em sua grade de exibição 10 (dez) curtas-metragens, com o foco na temática ambiental.

Os 10 (dez) curtas a serem projetados foi observado a classificação indicativa Livre, dentre animações, ficções e documentários, não somente nacionais, mas também de outras localidades do mundo, Alemanha, Espanha, Venezuela e República Dominicana, além da produção rondoniense NA BOCA DO MAPINGUARI, direção Áriston Oliveira e Gaspar Knyppel, produção da Espaço Vídeo e Cinema, que possuem como temática central, as questões ambientais, incluindo o lúdico universo das lendas amazônicas, aos conflitos gerados pela industria petrolífera na América do Sul.

Cineamazonia Itinerante, tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet.

Você também pode gostar

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE LEVA CINEMA AO V...

Comunidades isolados no Rio Guaporé recebem cinema e circo pela primeira vez

MARCELO MARÃO PRODUZ A ANIMAÇÃO DO PERSONA...

É difícil definir exatamente onde estão fincadas as raízes de influência de Marcelo Marão. Os traços imperfeitos, ‘sujos’, remetem um pouco a Henfil, por exemplo. Mas se a influência existe,

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE CHEGA A BUENA VI...

Uma das inúmeras comunidades desprovidas de atividades culturais encontradas ao longo do Rio Guaporé

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!