TV Serra Azul de Porangatu exibe Histórias Mal Contadas

TV Serra Azul de Porangatu exibe Histórias Mal Contadas

 

Resultado de uma parceria entre a Espaço Vídeo e Cinema e a Fundação Cultural Serra Azul, gestora da TV Serra Azul, localizada na cidade de Porangatu, Norte goiano, retransmissora da TV Futura, a Primeira Temporada da série “Histórias mal Contadas”, produzida pela Espaço e Vídeo, foi exibida na programação da TV do interior goiano.

Composta por 25 capítulos e com 1h52 minutos no total, “Histórias mal contadas – Primeira Temporada” retrata a importância da preservação da oralidade da música autoral e revela todo o processo de construção das músicas através do depoimento de cada compositor participante. Através das narrativas descobre-se as curiosidades e os processos de composição dos artistas.

Os episódios da série de “Histórias Mal Contadas” foram exibidos a partir de 01 de agosto e terminam dia 04 de setembro, sempre de segunda a sexta-feira no horário das 19:00 horas.

A figura do personagem como um narrador em processo oralizante possibilita o entendimento da mistura de vozes e sons presentes no qual é possível enriquecer o ponto de vista de cada tema e o produto audiovisual pode ser considerado como uma extensão do processo oral, com a intenção de dar voz ao(s) personagem(s) tornando-o, ao mesmo tempo, sujeito do processo e agente de preservação e resgate do patrimônio cultural vinculado a música autoral e as memórias coletivas.

A série retrata desde músicos famosos, como Chico Batera por exemplo, como pessoas totalmente desconhecidas, seja no Sertão Nordestino, na Floresta Amazônia ou em uma grande cidade, mas que fazem da música e da composição o retrato de seus locais e de suas culturas.

Todos os programas são tratados com a mesma estética, buscando sempre aspectos raros e desconhecidos e, com a possibilidade do desaparecimento das pessoas reais para ocupar uma paisagem sempre em constante transformação.

 

Você também pode gostar

CINEAMAZÔNIA PROMOVE ENCONTRO ENTRE MÚSICA ...

O nome causa surpresa, mas dá uma pista da intenção do filme. ‘Xingu Cariri Caruaru Carioca’, da diretora carioca Beth Formaggini, utiliza a música para contar uma história que fala

Cinema na Floresta (Matéria Revista Trip)

Matéria veiculada no site da Revista Trip: goo.gl/udmzL7 Dona Aidê pede para o vizinho adolescente que abaixe o volume do som enquanto ajeita a cadeira no quintal de casa. É um

Cineamazônia está nos preparativos finais p...

A coordenação do Cineamazônia já está nos últimos ajustes para a Mostra Competitiva que vai acontecer do dia 17 a 21 de outubro, no teatro do SESC Esplanada, no bairro

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!