TV Serra Azul exibe séries da Espaço e Vídeo

TV Serra Azul exibe séries da Espaço e Vídeo

Uma parceria entre a Espaço Vídeo e Cinema e a Fundação Cultural Serra Azul, gestora da TV Serra Azul e retransmissora da TV Futura na cidade de Porangatu, Norte de Goiás, abre espaço na grade de programação da emissora para exibição de conteúdo nacional.

A proposta de parceria entre as instituições partir da necessidade, por um lado, de se ampliar o conteúdo nacional da TV Serra Azul e, por outro, da importância das séries produzidas pela Espaço Vídeo e Cinema no contexto de retratar diferentes aspectos da cultura brasileira.

Para o diretor da Espaço e Vídeo, o cineasta José Jurandir da Costa, a abertura de canais de televisão no interior do país para a exibição de produções nacionais “abre a possibilidade para que uma grande quantidade de obras produzidas possa ser conhecida pelos mais diferentes públicos em diversas regiões do Brasil”.

O presidente do Conselho de Administração da Fundação Cultural Serra Azul, engenheiro Carlos Rosemberg, um dos responsáveis pela parceria, ressalta que a TV Serra Azul “busca se inserir no contexto do audiovisual brasileiro e que um dos objetivos é possibilitar a abertura da grade para mostrar a riqueza das produções nacionais”. Ainda de acordo com ele, “a parceria com a Espaço Vídeo e Cinema vai inserir em nossa programação quase cinco horas de conteúdo nacional, o que é de suma importância para a região onde estamos”.

De acordo com o cineasta, foram disponibilizadas três séries. A primeira, “Imagens da Memória”, composta por três temporadas e vinte e dois capítulos e com cerca de 04 horas de duração, resgata a importância das histórias de vida de pessoas isoladas em diversos territórios do país.

A Primeira Temporada de Imagens da Memória foi exibida na TV Serra Azul entre os dias 01 a 08 de agosto de 2019, no horário das 18:30 horas. A Segunda Temporada teve a sua exibição também de segunda a sexta, entre os dias 09 e 16 de agosto no mesmo horário e a Terceira Temporada de Imagens da Memória aconteceu de 19 a 30 de agosto, sempre no mesmo horário das 18:30 horas.

Outra série que exibida pela TV Serra Azul é “Histórias mal contadas – Primeira Temporada”, com vinte e cinco capítulos e com 1h52 minutos no total e que retrata a preservação da oralidade da música autoral e revela todo o processo de construção das músicas através do depoimento de cada compositor. Os episódios da série de “Histórias Mal Contadas” foram exibidos entre 01 de agosto e 04 de setembro, de segunda a sexta-feira no horário das 19:00 horas.

A terceira série é “Animando Amazônia”, com duas temporadas e um total de trinta e três episódios, projeto pioneiro de animação desenvolvida na Amazônia brasileira e na Bolívia, utilizando a técnica de Pixilation e que tem sua atenção ao meio ambiente e a importância da consciência ambiental.

A Primeira Temporada de Animando Amazônia foi exibida pela TV Serra Azul do dia 1º a 23 de agosto de 2019, as 19:10 horas e a Segundo Temporada teve início no dia 16 de agosto e tem a sua exibição ocorrendo até o próximo dia 16 de setembro, no mesmo horário.

A parceria, firmada em 2019, pretende ser ampliada ainda este ano, com a Espaço Vídeo e Cinema já tendo sido convidada pela TV Serra Azul a produzir documentários que retratem a cultura e as tradições artísticas da região norte de Goiás e a importância da preservação do Cerrado

Previous "Brincando Nos Campos do Senhor"
Next TV Serra Azul de Porangatu exibe Histórias Mal Contadas

Você também pode gostar

Cineamazônia se despede de 2016 em uma noite emocionante

Homenagens, premiações e show musical marcaram encerramento em Porto Velho Emoção foi a palavra mais repetida para definir o sentimento que tomou conta da noite de encerramento da 14ª edição

Filmes e alegria marcam Cinema no Circo do Cineamazônia em Candeias do Jamari

Foram 13 filmes exibidos, muitas brincadeiras e alegrias proporcionadas pela palhaça Tetéia. Assim foi o resumo do Cinema no Circo, primeira atividade da 15ª edição do Festival Latino Americano de

Poesia portuguesa em Rondônia

José Luiz Peixoto, um dos mais premiados escritores portugueses, participa da mesa ‘É de poesia que o mundo precisa’, na programação do Cineamazônia 2016 Brasil e Portugal deveriam ser mais