GERALDO SARNO

GERALDO SARNO

Geraldo Sarno cineasta baiano é um dos diretores
de maior talento da geração que revelou nomes como
Glauber Rocha, um grupo que fugia das tintas coloridas
oficiais para mostrar o Brasil como é de fato. Dirigiu
grandes clássicos do cinema documental brasileiro,
Viramundo (1965), cuja temática principal é a migração
nordestina para São Paulo. O filme foi produzido nos
primeiros momentos da ditadura que assumiu o Brasil
em 1964, causando impacto por abordar a realidade
num tempo em que o pais vivia uma época conturbada,
com restrições ideológicas. Viramundo seria o primeiro
de uma série de estudos sobre a cultura do Sertão,
entre os quais, Viva Cariri! (1969), Vitalino / Lampião
(1969), Padre Cícero (1970), Jornal do Sertão (1970), A
cantoria (1971),Casa Grande e Senzala (1974), Eu Carrego
um Sertão Dentro de Mim (1980) e A terra queima
(1984). Sarno integrou o Centro Popular de Cultura da
Bahia. Abordou temas como a reforma agrária, entre
eles Mutirão em Novo Sol (1963), uma obra que se
extraviou durante o periodo militar. Filmou também a
religiosidade popular em laô (1976), sobre os cultos
afro-brasileiros, e Deus é um fogo (1987), sobre o catolicismo
e as esquerdas latino-americanas. Dois longas-
metragens chamaram a atenção do grande público: O
Pica-Pau Amarelo (1973) e Coronel Delmiro Gouveia
(1977). O filme sobre Delmiro Gouveia trouxe um retrato
da força das empresas transnacionais, num momento
em que a politica brasileira ainda vivia momentos naci-
onalistas. Desde 1996 esta a frente da revista Cinemais,
e realiza uma série de documentários intitulada A
linguagem do cinema, composta de entrevistas com
diretores brasileiros, entre eles Walter Salles,]úlio Bressane,
Carlos Reichenbach, Ana Carolina e Ruy Guerra.
Trabalha atualmente no longa-metragem de ficção
Gavião, o Cangaceiro que perdeu a cabeça.

Previous CHICA XAVIER
Next CANAL BRASIL

Você também pode gostar

RITA QUEIROZ

Nascida aos 02 de dezembro do ano de 1936, na localidade de Bom Será as margens do Rio Madeira, filha de Antônio Ferreira Queiroz e Dionízia Farias de Mendonça. Vive

CANAL BRASIL

Canal Brasil, único canal da televisão brasileira totalmente voltado ao cinema nacional, com uma programação 100% brasileira, com programas realizados ou co-produzidos com produtoras inde- pendentes e transmite toda a

CHICA XAVIER

Atriz nascida em Salvador Chico Xavier traçou sua vida profissional no cinema, televisão e teatro. Fez teatro na cidade do Rio de Janeiro onde vive. Casada com o ator Clementino