FEST CINEAMAZÔNIA CHEGA A CUZCO COM A INTEGRAÇÃO LATINOAMERICANA DE ARTES

A cidade de Cuzco recebe hoje (21/07), a exibição da mostra itinerante do Fest Cineamazônia 2009. O evento será na Faculdade de Arquitetura da Universidade Nacional San Antonio Avad. Cuzco é uma cidade turística por possuir uma das sete maravilhas do Mundo Antigo, as ruínas de Machu Picchu, cidade perdida onde os Incas faziam práticas religiosas.

Durante a mostra itinerante está sendo gravado um curta-metragem tendo como protagonista o cantor portovelhense Bado. Nesta terça-feira Bado estará gravando cenas com artistas populares de Cuzco. Outras locações foram feitas durante a viagem, inclusive, no topo da cordilheira dos Andes.

No filme, o cantor canta a música Horizontes e Fronteiras, tema do filme com o mesmo nome. Com narrativa poética, o protagonista contará em sua ótica a integração do Brasil e Peru através do cinema e vídeo.

Outro artista de Rondônia que faz parte da caravana é o ator Marcos Eldóm, que interpreta o palhaço Bob. Eldóm foi protagonista de um curta-metragem produzido no ano passado pelo Fest Cineamazônia com o curta metragem O Circo do Cinema.

 

Nesta etapa, a mostra itinerante foi exibida em Rio Branco (AC), e nas cidades peruanas de Iñapari, Porto Maldonado, Marcapata e Cuzco.

O Fest Cineamazônia Itinerante é patrocinado pela Petrobras, através da Lei de Incentivo à cultura, da Secretaria de Audiovisual, do Ministério da Cultura. Tem como apoiadores a Santo Antônio Energia, Maporé, Governo de Rondônia, Prefeitura de Porto Velho através da SEMDES/SEMED, senadora Fátima Cleide, e deputado federal Eduardo Valverde.

Previous CALAMA A TERRA DOS BOTOS RECEBE O ITINERANCIA
Next FEST CINEAMAZÔNIA ENCERRA CARAVANA DA MOSTRA ITINERANTE

Você também pode gostar

Cineamazônia Encontra Abrigo em Forte Príncipe Da Beira

Texto- Ismael Machado Fotos- Zeca Ribeiro Edição-Lui Machado O Forte Príncipe da Beira é uma das edificações mais imponentes e intrigantes que o período colonial legou ao Brasil. Situado às margens

FESTCINEAMAZÔNIA: PRESENTE EM HUMAITÁ

Existem pelo menos cinco explicações para a origem do nome Humaitá. Poucos municípios brasileiros possuem tantas versões para o próprio batismo, como a cidade localizada ao sul do Amazonas. Pedra

Poesia pisando no real

Realizadores discutem poesia no Cineamazônia Atitude. Generosidade. Fim da intolerância racial. Além da poesia, cada vez mais necessária, são de coisas assim que o mundo precisa. Foi o que defenderam