FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE RUMO AO PERU

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE RUMO AO PERU

Trata-se de uma itinerância especial diante do momento por que vivem os peruanos envolvidos pela escolha do seu novo presidente no próximo domingo. Keiko Fujimori ou Ollanta Humala? As pesquisas têm indicado uma ligeira vantagem para a filha do polêmico ex-presidente Alberto Fujimori. é nesse clima que o FestCine chega em terras peruanas. Um clima político muito quente, mas numa temperatura variando entre dez e abaixo de zero graus. A apreensão da equipe é grande, pelos dois fatores.
Tendo chegado á Brasiléia (AC) na madrugada desta quarta-feira (1/6), a equipe percorreu mais de 700 quilômetros de uma estrada cheia de problemas, acrescidos pela obra de elevação do trecho de Mutum, por conta da inundação de considerável parte da área em decorrência da construção da usina de Jirau. Na manhã desta quarta, o set “invade” o Peru, levando sonho, esperança e muita reflexão.
O FestCineamazônia Itinerante tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Ministerio das Relações Exteriores,  Secretaria do Audiovisual,através da Lei Rouanet, Governo de Rondônia, SECEL – Secretaria da Cultura Esporte e Lazer. O apoio cultural é do Iphan,Jornal Folha de Rondonia, Fórum dos Festivais, Instituto Nacional de Cultura do Peru, INC e Prefeitura de Porto Maldonado.
EquipeFESTCINEAMAZONIA
Trata-se de uma itinerância especial diante do momento por que vivem os peruanos envolvidos pela escolha do seu novo presidente no próximo domingo. Keiko Fujimori ou Ollanta Humala? As pesquisas têm indicado uma ligeira vantagem para a filha do polêmico ex-presidente Alberto Fujimori. é nesse clima que o FestCine chega em terras peruanas. Um clima político muito quente, mas numa temperatura variando entre dez e abaixo de zero graus. A apreensão da equipe é grande, pelos dois fatores.
Tendo chegado á Brasiléia (AC) na madrugada desta quarta-feira (1/6), a equipe percorreu mais de 700 quilômetros de uma estrada cheia de problemas, acrescidos pela obra de elevação do trecho de Mutum, por conta da inundação de considerável parte da área em decorrência da construção da usina de Jirau. Na manhã desta quarta, o set “invade” o Peru, levando sonho, esperança e muita reflexão.
O FestCineamazônia Itinerante tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Ministerio das Relações Exteriores,  Secretaria do Audiovisual,através da Lei Rouanet, Governo de Rondônia, SECEL – Secretaria da Cultura Esporte e Lazer. O apoio cultural é do Iphan,Jornal Folha de Rondonia, Fórum dos Festivais, Instituto Nacional de Cultura do Peru, INC e Prefeitura de Porto Maldonado.
Previous EM CLIMA DE ELEIÇÃO, PUERTO MALDONADO VAI AO CINEMA
Next CINEMA BANDEIRANTE

Você também pode gostar

Guayaramerín lota exibição do Cineamazônia Itinerante na cidade

A noite da sexta-feira (25) foi especial para o Cineamazônia Itinerante: o projeto fez sua atividade na cidade boliviana de Guayaramerín, que faz fronteira com Guajará-Mirim, separadas apenas pelo Rio

Cafetal e Laranjeiras: arte e cultura nas duas margens do Guaporé

TEXTO: ISMAEL MACHADO FOTOS: ZECA RIBEIRO EDIÇÃO: LUI MACHADO O posto militar de Cafetal, na Bolívia, faz parte da história recente do país. Foi nele que o atual presidente Evo

CIRCO E CINEMA FAZEM A ALEGRIA DA CRIANÇADA

FESTCINEAMAZONIA ITINERANTE chega em Vila Jirau Por Sérgio Carvalho com Fotos de Talita Oliveira   A estrutura para exibição foi montada em um terreno nas margens da rodovia, em frente