Público lota praça em Iñapari no primeiro dia de Cineamazônia

Público lota praça em Iñapari no primeiro dia de Cineamazônia

O primeiro dia de Cineamazônia Itinerante, em Iñapari, no Peru, teve tudo o que o festival se propõe a fazer. Muitas gargalhadas, sorrisos e uma mensagem forte sobre conscientização ambiental marcaram a estreia da edição 2016 da itinerância, nesta sexta-feira, dia 13 de maio.

A primeira sessão do festival foi realizada com um pequeno atraso. Marcado para acontecer na cidade do dia anterior, a exibição dos filmes foi impossibilitada devido à forte chuva que caiu na cidade.

Isso não impediu que, no dia seguinte, a praça principal de Iñapari fosse tomada pelo público. O local reuniu um ótimo público de jovens, adultos, idosos e, claro, de crianças acompanhadas pelos pais, curiosas para assistir à apresentação dos palhaços peruanos Figurita e Aguajito.

Para a aposentada Sonia Garcia, de 67 anos, a mensagem ambiental do festival foi o que mais a chamou a atenção. “Foi muito interessante a mensagem que nos trouxeram que mostra como conservar a natureza. Isso motiva as crianças a procurarem preservar os nossos recursos naturais e a consumi-los de forma melhor”, afirma a senhora, que disse já ter comparecido em outras edições do festival.

A cidade de Iñapari fica na fronteira entre Peru e Brasil, fazendo divisa com Assis Brasil, cidade acreana. Por ser uma cidade de fronteira, o tráfego de caminhões e viajantes é sempre muito intenso, uma vez que é um dos caminhos mais utilizados para entrar no restante do Peru.

A proximidade com o Brasil e as constantes imigrações de ambos os lados, também faz com que a cultura local sofra uma influência muito grande da brasileira. Não é difícil encontrar brasileiros ou peruanos fluentes em português em Iñapari, assim como bandeiras do Brasil. Até mesmo as músicas escutadas nas rádios são as mesmas da parada de sucesso no Brasil.

Cineamazonia Itinerante 2016 tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet. Apoio Cultural da Prefeitura de Porto Velho, através da SEMA e FUNCULTURAL.
Previous Dia 1 - Porto Velho - Iñapari (Ao som de Belchior, "Pequeno Mapa do Tempo"
Next Cineamazônia leva arte à periferia da Bolívia

Você também pode gostar

Cineamazônia Itinerante termina atividades na Bolívia

Após sair de Porto Rolim, o barco Canuto do Cineamazônia Itinerante seguiu para 18 horas de viagem rumo a Cafetal, penúltima cidade boliviana a receber o projeto nesta etapa, na

FESTCINEAMAZONIA, UMA NOITE DE SURPRESA EM PORTO ROLIM.

Ao final da última poesia, o escritor português José Luís Peixoto diz que há uma pequena surpresa para o público. Ladeado pelo cantor e violonista Bado e pelo palhaço Martinez,

Cineamazônia inicia itinerância de 20 dias pelo Rio Guaporé

Na quarta-feira (23), o Cineamazônia Itinerante começa sua segunda e etapa do projeto, com a exibição de filmes e apresentações circenses com o palhaço Cloro em 19 localidades no Vale