Comunidade Quilombola Santo Antônio Recebe Itinerância

Local cuja presença do Cineamazônia Itinerante também recebeu uma acolhida calorosa foi a comunidade quilombola de Santo Antonio.  Um dos líderes da comunidade, Roberto Lopes, 37 anos, destacou a importância que o festival itinerante tem trazido para Santo Antonio. “Muda um pouco o nosso cotidiano e para as crianças é uma festa”, disse.

Itinerância Vale do Guaporé

Itinerância Vale do Guaporé

É uma comunidade pequena, com menos de 30 famílias. Parte delas esteve presente em frente ao rio e defronte à tela. Armando Pereira, com seus quase 80 anos, levou a filha para assistir. “Gostei demais”, disse ele ao fim do espetáculo.
Armando foi o personagem do projeto Museus Vivos. Lembrou da fartura do rio antigamente e da caça abundante. “É uma preocupação nossa manter a preservação do local e os valores nossos”, disse Roberto Lopes.  Dos filmes exibidos, as animações foram as que mais chamaram a atenção das crianças. Dos oito filmes apresentados, seis eram nesse formato.

Cineamazonia, 14ª EDIÇÃO, tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet. Apoio Cultural da Prefeitura de Porto Velho, através da SEMA.

Previous Cineamazônia Encontra Abrigo em Forte Príncipe Da Beira
Next Animação e cinema chegam a Versalles

Você também pode gostar

União Bandeirantes e Vila Jirau vibram com etapa do Cineamazônia Itinerante

Após passar pelos distritos da Ponta do Abunã, a caravana do Cineamazônia Itinerante chegou no começo da tarde da sexta-feira (11), a União Bandeirantes, que fica a cerca de 160

“Dedo na ferida”, de Sílvio Tendler, abre a 15ª edição do Cineamazônia

Na vasta filmografia de Sílvio Tendler nunca houve espaço para a neutralidade. Conhecido como o “cineasta dos sonhos interrompidos”, Tendler tem o raro dom de tratar com sensibilidade assuntos sérios

FESTCINEAMAZONIA, UMA NOITE DE SURPRESA EM PORTO ROLIM.

Ao final da última poesia, o escritor português José Luís Peixoto diz que há uma pequena surpresa para o público. Ladeado pelo cantor e violonista Bado e pelo palhaço Martinez,