ENCERRAMENTO DA ITINERÂNCIA DO FESTCINEAMAZÔNIA

ENCERRAMENTO DA ITINERÂNCIA DO FESTCINEAMAZÔNIA

Chegou ao fim a itinerância do quarto Festcineamazonia, em Nova Califórnia, último distrito do município de Porto Velho em direção ao Acre. Após oito dias de estrada e sete apresentações, a população da última sessão recebeu com alegria as apresentações do festival.

Na quadra da escola municipal Maria Jacira Feitosa de Carvalho havia pessoas de todas as idades, mas principalmente crianças e adolescentes. Bebês, como Breno, 1 ano, Lavaene, 2 meses, a Antonio Saturnino Silva, 64 anos, antigo soldado da borracha, ou Odacir Barros, 62, migrante sulista, e muitos jovens, como Eliane, 13, e João Marcos, 15. Para a vice-diretora da escola, Ana Cristina Azevedo da Silva, 34 anos, “os alunos amam mesmo o festival, e pensavam: será que vão vir esse ano?”. Segundo Ana Cristina, “quando estão em aula, os alunos fazem trabalhos sobre os filmes que viram, e o festival mobiliza a comunidade.”

A sessão ocorreu no dia 22 de dezembro, 23 anos depois do assassinato de Chico Mendes. Fernanda Kopanakis, organizadora do festival, afirmou: ” Chico Mendes deixa uma mensagem: a gente só vai viver se manter a floresta e as árvores em pé, precisamos sobreviver com a floresta, com menos violência no campo e menos devastação.”

Nova Califórnia é a sede do projeto RECA (Reflorestamento Econômico Consorciado e Adensado), que auxilia os extrativistas a coletar frutos da floresta e industrializa-los. Vários integrantes estavam presentes, e se emocionaram com a projeção do filme Soldados da Borracha. Alguns extrativistas alegam que, com a violência no campo em razão do conflito fundiário, muitos não estão podendo coletar castanhas durante a época da chuva, agora. E outros, como Antonio Saturnino Silva, comentou, emocionado: “era assim mesmo a nossa vida no seringal, era muito triste”, diz.

O Festcineamazônia® Itinerante tem o patrocínio da Oi, BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, Secretaria do Audiovisual, apoio cultural Oi Futuro, Funarte, Prefeitura do Municipio de Porto Velho através da SEMED e Fundação Iaripuna, Governo do Estado de Rondonia – SECEL e SEDUC.

Previous FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE EM VISTA ALEGRE DO ABUNÃ
Next EXTREMA

Você também pode gostar

Reencontro sob as bênçãos da Madeira-Mamoré

  Texto: Ismael Machado Fotos: Zeca Ribeiro A Estrada de Ferro Madeira-Mamoré faz parte das lembranças e sonhos de quase todos os moradores mais antigos de Iata, um pequeno distrito

FESTCINEAMAZONIA ITINERANTE 2015 NO VALE DO GUAPORÉ

A expedição que levou o FestCineamazonia Itinerante 2015 – Vale do Guaporé, que tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet, apoio cultural

EXTREMA

Após 70 quilometros em uma tranquila estrada de asfalto em direção ao Acre, saímos de Vista Alegre e chegamos a Extrema. Localizada ainda mais na extremidade do estado, Extrema vive,