DISTRITO DE PORTO VELHO RECEBE OFICINA DE ANIMAÇÃO

DISTRITO DE PORTO VELHO RECEBE OFICINA DE ANIMAÇÃO

Uma das localidades mais atingidas pelos impactos dos grandes empreendimentos em Rondônia, o distrito de Jaci-Paraná, distante a 120 quilômetros da capital Porto Velho, recebe uma oficina de animação ambiental, com foco nas escolas.

A técnica de animação, conhecida como Pixilation, é resultado de uma parceria entre o Festcineamazônia Itinerante com apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Porto Velho. A ideia é difundir a técnica Pixilation, numa aproximação com a comunidade, usando uma forma lúdica para levar a mensagem ambiental.

O projeto prevê a realização de seis filmes de animação e a elaboração de um cd musical com as trilhas sonoras dos filmes. A intenção maior, no entanto, é montar um núcleo de animação no Estado de Rondônia.

Quatro pessoas estão sendo preparadas para ministrar as oficinas. São a professora Mallu Ferreira, o animador Cristian Ritse e os desenhistas e animadores Samuel Araújo e Ariston Oliveira.

O instrutor é Bernardo Mendes, que já trabalhou como animador em vários projetos para a televisão, como ‘Hoje é Dia de Maria’ e em vinhetas do ‘Plim Plim’ da Globo. A experiência como animador e produtor o levou a ser contratado pela 2dlab como gerente de produção, onde trabalhou em séries de animação, como Sitio do Pica pau Amarelo e Meu Amigãozão.

Apesar do nome soar estranho, Pixilation é uma técnica antiga. Usa a animação ‘stop motion’ na qual atores vivos são utilizados e captados quadro a quadro (como fotos), criando uma sequência de animação.  Foi utilizada pela primeira vez em 1911 no filme ‘Jobard ne peut pas voir les femmes travailler’ pelo francês Émile Cohl.  O termo Pixilation vem do inglês, de uma expressão pouco usada mesmo nesta língua, ‘pixilate’, que quer dizer ‘enfeitiçar’, ‘eletrizar’.

O Festcineamazônia Itinerante 2015 tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura,Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet, apoio cultural da Prefeitura de Porto Velho, através da Funcultural, Fundaçao Cultural de Porto Velho, Sema, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Semed, Secretaria Municipal de Educação, Semusb,  Secretaria Municipal de Serviços Básicos e Iphan. O Festcineamazonia é membro do Greenfilm Network e do Fórum dos Festivais.

Previous TUDO COMEÇOU EM GUAJARÁ-MIRIM
Next FESTCINEAMAZÔNIA CONCLUI SUA ITINERÂNCIA PELOS DISTRITOS DE PORTO VELHO

Você também pode gostar

A PEDRA NEGRA: SENHOR AMBRÓSIO

Um papo com o homem mais velho da comunidade quilombola de Pedras Negras Por Sérgio Carvalho Foto de Eder Medeiros   Junto com o músico Rodolfo Minari, aproveitamos a tarde

Cineamazonia Itinerante – 16ª Edição: cinema e arte para a Amazônia

  A 16ª Edição do Cineamazonia Itinerante, mais do que levar cinema e arte a populações ribeirinhas do Vale do Guaporé, uniu pessoas, trocou conhecimentos, registrou de forma amorosa os

Cineamazônia oferece oficina gratuita para levar cinema às escolas

Oficina de Bete Bullara será realizada entre os dias 23 e 25 de novembro no Centro de Formação do Teatro Banzeiros. As inscrições para os dois cursos-oficinas podem ser feitas através do site www.cineamazonia.com.br/oficinas. Aprofundar-se no