J. BORGES APRESENTA CARTAZ DO FESTCINEAMAZÔNIA 2013

As inscrições para a 11a ediçao do Festcineamazônia continuam abertas no link http://www.cineamazonia.com/Festival/Inscricao/

É com apelo nas tradições nordestinas que o Festcineamazonia foi buscar inspiração para o cartaz da edição especial de 2013. Dessa vez foi o conhecido xilogravurista J.Borges o convidado para elaborar o cartaz da 11ª edição do festival, que ocorre entre os dias 5 e 9 de novembro em Porto Velho, capital de Rondônia.

Com tons amarelos e o tema ‘Um filme de amor à natureza’, o cartaz criado por J.Borges remete a uma cultura nordestina estilo cordel e arte primitiva (naif), característico da obra de Borges. Se desde criança já engatinhava em alguns trabalhos artesanais como fonte de sobrevivência, foi quase aos 30 que decidiu ser escritor de cordel. Deu certo. Mas como não tinha dinheiro para ficar pagando ilustrador, decidiu assumir essa função também. Já ilustrou ele mesmo mais de 200 cordéis que lançou ao longo da vida.

Aos poucos o trabalho de J. Borges passou a ser reconhecido por colecionadores de arte. Ganhou fama ao desenhar a capa de ‘As Palavras Andantes’, de Eduardo Galeano, ainda na década de 1970. Anos mais tarde, gravuras de Borges foram usadas na abertura da telenovela Roque Santeiro, da Rede Globo.

Já expôs na Europa e nos Estados Unidos e recebeu do presidente Fernando Henrique Cardoso a comenda de Ordem do Mérito, além do prêmio UNESCO na categoria Ação Educativa/Cultural.

Ter artistas consagrados elaborando a arte de divulgação do Festcineamazonia é uma das atrações a cada ano do festival. Em 2012 foi a vez de Ziraldo emprestar talento para a criação do cartaz com a figura central do mito Mapinguari.

Previous FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE 2013 EM ÉVORA - PORTUGAL
Next ÉVORA - PORTUGAL APLAUDE FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE

Você também pode gostar

CINEAMAZÔNIA ITINERANTE NA ESTRADA

“Vocês deviam vir mais vezes aqui. Não temos quase nada para dar aos nossos jovens. Deus abençoe vocês”. Ombros arqueados, passos vagarosos, sorriso de poucos dentes, Pencha Tamayo, 68 anos,

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE EMOCIONA GUAJARÁ- MIRIM

“Iluminem o trem, iluminem o trem!”. O velho considerado louco entra em cena sem ser convidado e participa inconscientemente da apresentação do palhaço Martin Martinez. Ganha risos e aplausos enquanto

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE EM PORTUGAL

As lutas pela Amazônia apresentadas na Europa