PUERTO MALDONADO RECEBE HOJE O FESTIVAL DE ARTES INTEGRADAS- FESTCINEAMAZONIA ITINERANTE.

O Festival de Artes Integradas- Festcineamazonia Itinerante já esta em Puerto Maldonado-PERU, para mais uma noite de exibição. A caravana chegou ontem terça-feira (17) depois de uma viagem de mais de 2 horas de Iberia até a cidade.

Puerto Maldonado é cortada pelo Rio Madre de Dios, pertence a Amazônia peruana, junta-se as águas do Rio Mamoré e Rio Beni na Bolívia e formam o Rio Madeira. Para a organizadora do Festival, Fernanda Kopanakis “navegar nas mesmas águas do Rio Madeira, nos remete a compreensão das referências e de laços comuns amazônidas, dos povos peruanos e brasileiros”.

Puerto Maldonado está localizada ao sudeste do Peru a 230 metros sobre o nível do mar, tem um clima tropical bastante úmido com estações chuvosas entre dezembro e março.

O Festival de Artes Integradas- Festcineamazonia Itinerante faz hoje quarta-feira (18) sua quinta apresentação, a terceira em solo peruano. O espaço Boulevard, ao lado da Praça de Armas, receberá a cantora Karol Vega, os artistas circenses Figurita e Palito além de cinema ambiental. As apresentações acontecem hoje a partir das 7 da noite, com entrada grátis.

O Festcineamazonia Itinerante tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal através da Lei Rouanet, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Apoio Cultural da Santo Antônio Energia.

Previous XAPURI-ACRE RECEBE O FESTIVAL DE ARTES INTEGRADAS- FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE
Next PUERTO MALDONADO FOI A ULTIMA CIDADE PERUANA A RECEBER O FESTIVAL DE ARTES INTEGRADAS, NESTA ETAPA DA ITINERÂNCIA

Você também pode gostar

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE É REGISTRADO PELAS LENTES DO FOTÓGRAFO E CINEASTA HUBERT HAYAUD

A dislexia salvou Hubert Hayaud, 41 anos. A sentença é simplista e redutora, mas foi o ‘distúrbio’ que aproximou esse franco-canadense da fotografia. “Quando criança ia sempre muito mal nas

Diário de Bordo – ABUNÃ

Nesse dia, a rota do Festcineamazônia itinerante saiu de União Bandeirante, distrito cuja arquitetura é predominante de madeira, uma marca da fronteira de expansão agropecuária em direção à floresta, para

Ailton Krenak, militante das causas indígenas, é homenageado no Cineamazônia

Foi como se tivesse sido uma grande aula de vida. A homenagem feita pelo Cineamazônia ao militante das causas indígenas Ailton Krenak transformou-se num momento de crítica ao atual momento