Itinerância leva pequena dose de cinema à Vila Jirau

Itinerância leva pequena dose de cinema à Vila Jirau

Vila Jirau é um vilarejo pequeno, construído às margens da BR 364, em Porto Velho. Por lá, o poder público chega timidamente e as necessidades dos moradores são muitas. Ou seja, é o local perfeito para receber a visita da caravana do Cineamazônia Itinerante, neste domingo (22), levando um pouco de diversão, cinema e lazer diferente à comunidade.

A tela foi montada em frente ao principal comércio da localidade, chamando atenção principalmente das crianças que não possuem muitas oportunidades de ver as animações e os shows com os palhaços. Como não poderia deixar de ser, a recepção foi calorosa e a programação conseguiu arrancar sorrisos e gargalhadas de todos os presentes.

_84U7146

A felicidade em receber o festival foi simbolizada pela comerciante Anália Oliveira Figueiredo, 53 anos. Para ela, o Cineamazônia representa mais que a arte ao alcance, mas o carinho de ser lembrado de alguma forma. “Aqui é carente de muita coisa, então ter esse evento aqui nos deixa muito feliz”, disse.

Cineamazônia Itinerante 2016 tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet.  Apoio Cultural da Prefeitura de Porto Velho, através da SEMA e FUNCULTURAL.

Previous Distrito de Abunã recebe o Cineamazônia itinerante
Next União Bandeirantes recebe a itinerância do Cineamazônia

Você também pode gostar

Após 15 horas, Cineamazônia Itinerante chega ao Acre

A caravana do Cineamazônia partiu no final da manhã da quarta-feira (02) com uma van, um caminhão e 13 pessoas para levar cinema e arte ao Peru, Acre e distritos

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE CHEGA EM SURPRESA, NO VALE DO GUAPORÉ

A comunidade fica na fronteira do Brasil com a Bolívia Por Sérgio Carvalho Foto de Eder Medeiros O Festcineamazônia Itinerante no último dia 11 de agosto chegou até a comunidade

FESTCINEAMAZONIA EM FORTE PRÍNCIPE DA BEIRA

Em 1972, a banda inglesa de rock progressivo Pink Floyd gravou um show nas ruínas de Pompeia, a cidade italiana destruída por um vulcão. Guardadas as devidas proporções, mas quase