MISTICISMO, CINEMA E MÚSICA

A comunidade rural de Arca de Pacahuara, localizada no município de Ibéria, departamento de Madre de Dios, no Peru, cerca de 70 kms da fronteira com o Brasil, recebeu com entusiasmo o Festcine Amazônia Itenerante, no último dia 09 de agosto.

Os moradores de Arca de Pacahuara pertencem a uma religião denominada Associação Evangélica da Missão Israelita do Novo Pacto Universal, ou simplesmente “Israelita”. Vivem como no antigo testamento, as mulheres usam longos véus e túnicas e os homens deixam cabelos e barbar cumpridos. O lugar parece perdido no tempo.

Porém, mesmo com a rigidez religiosa, a comunidade é muito acolhedora. Gente humilde que tira o sustento do campo, a maioria migrantes dos Andes, da região de Cusco, e que acreditam que a Amazônia é a terra prometida.

As 18h todos param seus serviços, é a hora sagrada da comunidade. Um cântico em quéchua e espanhol, espécie de ladainha, é cantado de dentro de uma casa e o som projetado em todo o lugar por meio de improvisadas caixas de som.

Centenas de animais doméstico de todos os tipos perambulam pelo vilarejo: porcos, galinhas, cães, ovelhas. A relação que a comunidade tem com a natureza é muito forte, nas casas e estabelecimentos comerciais é comum ver placas feitas à mão com dizeres pró alimentação saudável e cuidados com o meio ambiente.

A apresentação do Festcinemazônia Itinerante ocorreu no pátio da escola do lugar, mais de 250 pessoas, entre crianças e adultos foram prestigiar o evento, encantando-se com a música de Rodolfo Minari e as estripulias dos palhaços peruanos Plumita e Figurita.

O Festcineamazônia Itinerante tem o patrocínio do BNDES, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet, apoio cultural da Fundação Saramago e Iphan. Parceiros de Mídia Rádio Parecis FM e Canal Brasil. O Festcineamazônia é membro do Green Film Network e Fórum dos Festivais.

Previous FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE EM IÑAPARI NO PERU
Next Quem são os chineses de olho na Amazônia?

Você também pode gostar

Ailton Krenak, militante das causas indígenas, é homenageado no Cineamazônia

Foi como se tivesse sido uma grande aula de vida. A homenagem feita pelo Cineamazônia ao militante das causas indígenas Ailton Krenak transformou-se num momento de crítica ao atual momento

FORTE PRÍNCIPE RECEBE O FESTICINEAMAZÔNIA ITINERANTE

No último dia 13 de agosto, na entrada da ruína do grande forte construído pelos portugueses, no final do século XVIII, o Festicineamazonia Itinerante realizou sua quinta apresentação em sua

Diário de Bordo – ABUNÃ

Nesse dia, a rota do Festcineamazônia itinerante saiu de União Bandeirante, distrito cuja arquitetura é predominante de madeira, uma marca da fronteira de expansão agropecuária em direção à floresta, para