FESTCINEAMAZONIA, UMA NOITE DE SURPRESA EM PORTO ROLIM.

Ao final da última poesia, o escritor português José Luís Peixoto diz que há uma pequena surpresa para o público. Ladeado pelo cantor e violonista Bado e pelo palhaço Martinez, empunhando um acordeão, Peixoto recita o poema Cinema ao som de uma melodia melancólica e suave, criada por Martinez e Bado ao longo da viagem. “É a primeira vez que fazemos isso”, disse o escritor. Em silêncio, a plateia de Porto Rolim de Moura do Guaporé, ouviu embevecida a composição.

Esse foi um dos momentos em que a apresentação do Festival de Artes Integradas-Festcineamazonia Itinerante ganhou contornos diferentes das apresentações ocorridas até então ao longo do Vale do Guaporé.

Em Porto Rolim, com um público majoritariamente formado por crianças e adolescentes, o palhaço Martinez fez uma das apresentações mais fortes de toda a expedição. Isso porque a participação do público foi mais intensa. “Foi surpreendente e mágico”, disse o palhaço depois do espetáculo.

A apresentação em Porto Rolim, foi gravada na íntegra pela equipe do Festcineamazonia. Será editado um vídeo especial da itinerância a partir dessa gravação. A performance de José Luís Peixoto, Bado e Martinez também é um ponto culminante de um pequeno documentário feito pelo português Ricardo de Almeida, a partir do encontro de três artistas que não se conheciam e passaram a conviver juntos durante a itinerância. A criação e parceria foi uma consequência desse convívio.

A  localidade rondoniense é um ponto de encontro de pescadores do Brasil inteiro. A partir do mês de setembro esses turistas começam a aflorar em Porto Rolim, atrás da quantidade generosa de peixes que ainda pululam no rio local. É uma das maiores concentrações de jacarés também.

O Festival de Artes Integradas – Festcineamazônia Itinerante 2013 tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal através da Lei Rouanet, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, apoio cultural da Santo Antônio Energia e Parceria Institucional da Fundação Banco do Brasil.

 

 

Previous MATEGUÁ-BOLÍVIA, A HARMONIA DAS ARTES COM O FESTCINEAMAZONIA
Next REMANSO-BOLÍVIA CASA CHEIA DURANTE AS APRESETAÇÕES DO FESTCINEAMAZONIA.

Você também pode gostar

Tom político e homenagem marcam o quarto dia de festival

Festival lembrou mortes por conflitos agrários e entregou o Troféu Mapinguari à Betty Mindlin, homenageada da noite “Precisamos falar de política”, cantou Simone Mazzer ao fim do discurso de abertura

FESTCINEAMAZÔNIA APOIA CRIAÇÃO DO PARQUE DOS BEIRADEIROS EM PORTO VELHO

Vamos plantar um parque no rio Madeira. A mensagem repercutiu no Baixo rio Madeira na edição itinerante do Festival Latino Americano de Cinema e Vídeo Ambiental – Festcineamazõnia realizada nos

XAPURI-ACRE RECEBE O FESTIVAL DE ARTES INTEGRADAS- FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE

Durante os períodos conhecidos como “ciclos da borracha”, Xapuri era a principal referência em termos sociais e culturais do Acre  e em outras regiões do país. A partir da década de