ÉVORA RECEBE PROJETO AUDIOVISUAL DA AMAZÔNIA

A cidade de évora, capital do Distrito de évora, em Portugal, recebe o Fest Cineamazônia Itinerante com projeção de vídeos e filmes ambientais brasileiros, como parte da integração internacional. A exibição acontece nesta quinta-feira. Para o curador do festival Jurandir Costa, a integração valoriza a cultura brasileira através da arte cinematográfica.A caravana 2010 iniciou em março, com exibições nas capitais da região norte do Brasil. Ainda nessa temporada o Fest Cineamazônia estará também em Cabo Verde, no continente africano.Durante a itinerância o festival está produzindo um novo documentário sobre a nossa herança cultural portuguesa. O filme será protagonizado pelo professor e historiador Marcos Teixeira, da Universidade Federal de Rondônia.O Festival tem o patrocínio da Petrobras, Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, Eletrobras e Correios, conta com o apoio cultural da Santo Antonio Energia, Prefeitura de Porto Velho, Semed e Fundação Iaripuna, Governo de Rondônia – Secel, e apoio da Bancada Federal de Rondônia, senadora Fátima Cleide, senador Valdir Raupp, deputado federal Eduardo Valverde e deputada federal Marinha Raupp.

Previous CABO VERDE RECEBE FESTIVAL BRASILEIRO DE CINEMA E VÍDEO
Next FEST CINEAMAZÔNIA® 2010 REALIZA ETAPA ITINERANTE NO BAIXO MADEIRA

Você também pode gostar

A PEDRA NEGRA: SENHOR AMBRÓSIO

Junto com o músico Rodolfo Minari, aproveitamos a tarde na comunidade quilombola de Pedras Negras, no Rio Guaporé, para procurar personagens interessantes e tentar entender um pouco melhor a história

NOITE DE ABERTURA DO FESTCINEAMAZÔNIA TERÁ SIMONE GUIMARÃES EM UM SHOW INESQUECÍVEL.

Voz suave e doce. No universo do cancioneiro do Brasil, as vozes femininas reinam. Algumas estão sob todas as merecidas luzes. Outras se mantêm ali, no cantinho, oferecendo-se feito fruta

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE CHEGA EM SURPRESA, NO VALE DO GUAPORÉ

O Festcineamazônia Itinerante no último dia 11 de agosto chegou até a comunidade “Surpresa”, ao lado da aldeia “Sagarana”, nas margens brasileiras do Rio Guaporé. Cercada por uma serra, repleta