FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE COMEÇA COM MUITA ANIMAÇÃO E ALEGRIA EM CUJUBIM GRANDE.

A comunidade de Cujubim Grande fica localizada a 40 km da capital Porto Velho, onde moram aproximadamente 1400 famílias, as margens do Rio Madeira e que tem como fonte de renda a agricultura, a pesca e alguns poucos são funcionários públicos. O local foi escolhido para receber a primeira noite do Festcineamazônia Itinerante 2013.

A chegada da caravana do festival mudou a rotina do lugar, que é bastante calmo, enquanto a equipe que montava a estrutura trabalhava, muitos moradores acompanhavam ansiosos os preparativos, o pescador Manoel era um deles, que com um brilho no olhar não via a hora dos espetáculos começarem ´´ Isso aqui é uma coisa de outro mundo, nunca tinha visto algo igual, não conheço cinema, essa vai ser a primeira vez que vou assistir a um filme, daqui a pouco vou para a casa buscar a minha família inteira, e aproveitar e convidar todos os meus visinhos para virem juntos“ dizia ele todo empolgado.

A noite de apresentações do Festival, teve a chuva e a falta de energia como ingredientes inesperados, luz mesmo só na tenda onde foi armado o festival que conta com um gerador de energia para esse tipo de imprevisto, mesmo assim, foi uma noite muito especial.

Alunos de 4 escolas da comunidade foram assistir as apresentações, mesmo com muita chuva o local ficou lotado, eram crianças, jovens e adultos que não queriam perder nenhum momento do festival, foram exibidos 6 filmes, que chamaram a atenção do público, a maioria deles, produções que foram exibidas durante o Festicineamazônia no inicio do mês em Porto Velho.

Misturando malabarismo, música e intensa participação da platéia, o palhaço Xuxu, interpretado pelo ator Luis Carlos Vasconcelos entrou no palco para a alegria de todos, entre risos e gargalhadas, o show Silêncio Total – Um Palhaço está Chegando, foi o ponto alto da noite, com muita interação, Xuxu fez todo mundo rir, crianças, e adultos participaram das brincadeiras.

´´O Xuxu foi tudo de bom, gostei demais, uma coisa diferente aqui pra comunidade, queria que ele viesse aqui mais vezes“ disse a estudante Vitoria Cristina de 15 anos.

´´ Foi muito bom participar, um cara muito legal , ele é muito bagunçado, um verdadeiro palhaço“ comentou Ângelo Mauro um dos adultos que participaram das brincadeiras.

No final, toda a alegria de uma noite pra lá de especial, e que vai ficar guardada na memória dessa comunidade, que apesar de estar bem próxima da capital, não tem acesso a esse tipo de arte.

O festcineamazônia Itinerante ainda ira percorrer mais 13 Distritos de Porto Velho. Jaci Paraná (22/11), Nova Mutum (23/11), União Bandeirantes (24/11), Abunã (25/11), Fortaleza do Abunã (26/11), Vista Alegre (27/11), Extrema (28/11), Nova Califórnia (29/11), São Carlos (11/12), Nazaré (12/12), Demarcação (13/12) e Calama (14/12).

O Festcineamazônia – Festival Latino Americano de Cinema Ambiental tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal através da Lei Rouanet, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, apoio cultural: Sistema Fecomércio – Sesc, SEMA – Secretaria Municipal de Meio Ambiente .O Festcineamazônia é membro do Green Film Network.

Previous FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE COMEÇA HOJE, E VAI LEVAR CIRCO, EXPOSIÇÕES E CINEMA AOS 13 DISTRITOS DE PORTO VELHO
Next FESTCINEAMAZÔNIA LEVA MUITA CULTURA AOS DISTRITOS DE PORTO VELHO.

Você também pode gostar

Cineamazônia fecha o segundo dia de festival com música e emoção

Apresentação surpresa de Simone Mazzer e emoção com produção local marcaram a apresentação desta quarta-feira A voz poderosa de Simone Mazzer deu o tom da segunda noite da 15ª edição

PORTO ROLIM-RO RECEBE O FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE

No dia 20 de agosto, foi a vez da comunidade rondoniense de Porto Rolim receber o Festcineamazônia Itinerante, que, há quase 20 dias, navega pelo Rio Guaporé, levando circo, música

FESTCINEAMAZÔNIA REALIZA OFICINA PARA CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL.

Alunos da rede pública de ensino tem a oportunidade de trabalhar um contato mais direto com a produção artística. Durante o Festicineamazônia. Acontece a Oficina Frutos, ministrada pelo artista Geraldo