Veja aqui a programação Cineamazônia Itinerante

Veja aqui a programação Cineamazônia Itinerante

mapinguari-cena02A primeira etapa itinerante do Festival Cineamazônia 2016 começa nesta quarta-feira e vai até o dia 24 de maio. Durante a itinerância serão projetados curtas metragens e animações produzidos no Brasil e no exterior. A maioria participou da mostra competitiva do Cineamazônia no ano passado.

Entre os escolhidos para a programação está a animação “Até a China”, do diretor carioca Marão. Outra produção do Rio de Janeiro escolhida é “A culpa é do Neymar”, de João Ademir. Outro brasileiro ficção “Garoto Propaganda”, de Christopher Faust, do Paraná.

Destaque também para a produção  do próprio Cineamazônia “Na Boca do Mapinguari”,  dirigido por Áriston Oliveira e Gaspar Knyppel, e para a ficção “Ele?!”, de André Cran, também de Porto Velho.

O Cineamazônia Itinerante também costuma levar algumas produções de outros países. Este ano, os ecolhidos foram a animação “Aggregat”, da alemã Helene Tragesser — que participou da mostra competitiva de 2015 e os curtas “Aubade”, de Mauro Carraro (Suíça), e “Objects”, do espanhol Ángel Pascual Berlanga.

Além dos filmes, a caravana também possui como tradição levar às comunidades um pouco da arte circense com a apresentação de palhaços, levando um pouco da magia do circo para as localidades visitadas. Este ano, a dupla Figurita e Aguajito foram os escolhidos para dar mais um toque lúdico nesta primeira etapa da itinerância e envolver ainda mais as crianças no projeto do Cineamazônia.

Previous Cineamazônia começa nova itinerância podendo entrar no livro dos recordes
Next Dia 1 - Porto Velho - Iñapari (Ao som de Belchior, "Pequeno Mapa do Tempo"

Você também pode gostar

CINEMA NO CIRCO MARCA A VOLTA DE XUXU A PORTO VELHO

Ator Luiz Carlos Vasconcelos reencena espetáculo Silêncio Total na capital, junto a exibição de filmes em bairro da periferia de Porto Velho Ele está de volta e pede silêncio total.

Guayaramerín lota exibição do Cineamazônia Itinerante na cidade

A noite da sexta-feira (25) foi especial para o Cineamazônia Itinerante: o projeto fez sua atividade na cidade boliviana de Guayaramerín, que faz fronteira com Guajará-Mirim, separadas apenas pelo Rio

O baixo elegante de Arthur Maia encerra Cineamazônia

Entre tantas peculiaridades que tornam o Cineamazônia um festival de cinema único no país, sua constante interação com outras formas de expressão artística é certamente uma das características que mais