JORGE BODANZKY

JORGE BODANZKY

Em 1964, estudante de arquitetura da UNB, partiu para a
Alemanha para estudar fotografia, voltando ao país em 1968,
onde participa, como fotógrafo, de vários filmes e
documentários. Fotógrafo da revista Realidade, parte para a
Amazônia. A construção da Transamazônica, os problemas fundiários
da região, o desmatamento, as queimadas e o aumento da miséria e
da prostituição foram alguns fatos registrados durante a viagem.
Observando o cotidiano da região, realiza Iracema, rodado em 1974
com recursos da TV alemã, filme liberado pela censura brasileira
somente em 1981 e considerado o melhor filme em exibição na
Europa em 1975 e vencedor de vários importantes prêmios no mundo.
É um dos pioneiros no Brasil em trabalhar a noção nos limites do
documentário, tendo entres alguns dos destaques o documentário
sobre o projeto Jari e um filme com o senador amazonense Evandro
Carreira, chamado “Terceiro Milênio”. Nos últimos anos, Bodanzky
trabalho como cinegrahsta para correspondentes da TV alemã,
rodando documentários sobre questões sociais, e ao desenvolvimento
de CD-ROMs e sites para a internet, a maioria ligados à questão
ecológica.

Você também pode gostar

NELSON PEREIRA DOS SANTOS

Considerado um dos mais importantes precursores do Cinema Novo, é responsável por várias das mais importantes obras do cinema nacional, iniciando a sua carreira entre 1949 e 1950 com um

HERMANO PENNA

Desde jovem freqüentando grupos de cineastas em Salvador, em 1966 Hermano Penna agrega-se aos grupos que faziam cinema em Brasília, mudando-se para São Paulo onde se dedica a direção de

DIRA PAES

Atriz premiada, ganhou o Troféu Candango de Melhor Atriz Coadjuvante, no Festival de Brasília de 1997 por “Anahy de las Missiones” .Ainda como melhor atriz, recebeu em 1996, o Troféu

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!