JORGE BODANZKY

JORGE BODANZKY

Em 1964, estudante de arquitetura da UNB, partiu para a
Alemanha para estudar fotografia, voltando ao país em 1968,
onde participa, como fotógrafo, de vários filmes e
documentários. Fotógrafo da revista Realidade, parte para a
Amazônia. A construção da Transamazônica, os problemas fundiários
da região, o desmatamento, as queimadas e o aumento da miséria e
da prostituição foram alguns fatos registrados durante a viagem.
Observando o cotidiano da região, realiza Iracema, rodado em 1974
com recursos da TV alemã, filme liberado pela censura brasileira
somente em 1981 e considerado o melhor filme em exibição na
Europa em 1975 e vencedor de vários importantes prêmios no mundo.
É um dos pioneiros no Brasil em trabalhar a noção nos limites do
documentário, tendo entres alguns dos destaques o documentário
sobre o projeto Jari e um filme com o senador amazonense Evandro
Carreira, chamado “Terceiro Milênio”. Nos últimos anos, Bodanzky
trabalho como cinegrahsta para correspondentes da TV alemã,
rodando documentários sobre questões sociais, e ao desenvolvimento
de CD-ROMs e sites para a internet, a maioria ligados à questão
ecológica.

Você também pode gostar

MARCOS PALMEIRA

Ganhador de importantes prêmios do cinema nacional, como dois Kikitos de Ouro do Festival de Gramado, um como melhor ator no Filme Barrela – Escola de Crimes em 1990, e

DIRA PAES

Atriz premiada, ganhou o Troféu Candango de Melhor Atriz Coadjuvante, no Festival de Brasília de 1997 por “Anahy de las Missiones” .Ainda como melhor atriz, recebeu em 1996, o Troféu

NELSON PEREIRA DOS SANTOS

Considerado um dos mais importantes precursores do Cinema Novo, é responsável por várias das mais importantes obras do cinema nacional, iniciando a sua carreira entre 1949 e 1950 com um

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!