DEFINIDOS OS JURADOS DO FESTCINEAMAZÔNIA 2015

DEFINIDOS OS JURADOS DO FESTCINEAMAZÔNIA 2015

O cineasta Leopoldo Nunes, o diretor boliviano Marcelo Cordero, a produtora de cinema Suzana Amado, o sociólogo Vinicius Fernandes da Silva e a repórter Mara Paraguassu comporão o juri do festival

Olhares múltiplos contemplando a diversidade da produção audiovisual. Essa é a tônica e a principal característica do júri da mostra competitiva da edição 2015 do FestcineAmazônia, em Porto Velho, Rondônia, evento que este ano será realizado entre os dias 6 e 10 de outubro.

 Este ano, a responsabilidade de selecionar as melhores produções cabe à Marcelo Cordero, Vinícius Fernandes da Silva, Suzana Amado, Leopoldo Nunes e Mara Paraguassu.

 O boliviano Marcelo Cordero é diretor da Yaneramai Films, empresa privada cultural dedicada ao cinema, sobretudo em gestão audiovisual nas áreas de vendas, distribuição e exibição. Com experiência em festivais é diretor de Programação e Curador do Festival Internacional Pachamama- Cinema de Fronteira. Também é membro de seleção e nomeação da Latin American Cinema Prêmios Phoenix.

Poesia, literatura, artes em geral e as cidades e suas contradições, fazem parte do catálogo de experiências e atuações do sociólogo Vinicius Fernandes da Silva, criador e administrador do blog ‘Palavras sobre qualquer coisa’ e autor do livro homônimo, lançado em 2011 pela editora Multifoco. Professor universitário, ativista de direitos humanos e pesquisador, Fernandes possui o espaço literário “Palavras, Películas e Cidades” na plataforma Obvious Lounge. Atualmente é coordenador do Grupo Baixada Fluminense da Anistia Internacional.

Suzana Amado é produtora de cinema e vídeo há mais de 30 anos. Entre as produções recentes que levam sua assinatura estão os documentários ‘Hercules 56’ (2006), ‘Transcendendo Lynch’ (2009), ‘Vou Rifar Meu Coração’ (2012); as ficções ‘Proibido Proibir’ (2005) e Korda (20040, além das séries de TV A Turma do Pererê  (TVBrasil – 2009) e ‘Vou Rifar Meu Coração’ (Canal Brasil – 2013) e o telefilme ‘Metade Sexo, Metade Muzzarela’ (Multishow – 2002). Criou e dirige o Filmambiente Festival, no Rio de Janeiro.

 Conhecida em Porto Velho pela ampla atuação jornalística, Mara Paraguassu atuou como repórter nas redações dos jornais O Estadão do Norte, O Guaporé e Diário da Amazônia, neste exercendo também a função de editora de Política.  Exerceu também funções de Assessora de Imprensa na Casa Civil do Governo de Rondônia, e por doze anos atuou como assessora parlamentar no Senado Federal e Câmara dos Deputados. Atualmente exerce atividades na Superintendência de Comunicação do Estado de Rondônia. É uma das editoras do site Amazônia da Gente.

 O cineasta Leopoldo Nunes tem experiência tanto no ofício artístico como no executivo quando o assunto é audiovisual. Como realizador é diretor de filmes premiados, mas na última década dedicou-se à política institucional do cinema brasileiro, tendo sido Presidente da ABD-SP (dois mandatos) e da ABD Nacional (dois mandatos), entre 1998 a 2002. Foi chefe de gabinete e secretário substituto do Audiovisual, do Ministério da Cultura, sob a gestão de Gilberto Gil. Tornou-se Secretário Nacional do Audiovisual do Ministério da Cultura em dezembro de 2012, até setembro de 2013. Atualmente Leopoldo Nunes é produtor independente e Sócio-Diretor da empresa Kon Tik Audiovisual Ltda., em Brasília / DF. Foi Curador da 47a edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro em 2014.

 O Festcineamazônia 2015 tem o patrocínio do BNDES, Petrobras, Governo Federal, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet, apoio cultural da Prefeitura de Porto Velho, Funcultural, Governo de Rondônia através da SEJUCEL, Sesc Rondônia, Iphan. O Festcineamazonia é membro do Greenfilm Network e do Fórum dos Festivais.

Você também pode gostar

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE 2013 EM ÉVORA &...

Pela quarta vez a Europa recebe o Festcineamazônia, dessa vez como integrante também do Festival de Artes Integradas.  O local escolhido é a cidade de Évora, considerada desde 1986, como

VERSALLES – BOLÍVIA RECEBE O FESTCINEA...

Comunidade boliviana, de nome francês, acolhe o Festival de coração aberto. Por Sérgio Carvalho Foto de Eder Medeiros     A comunidade de nome afrancesado: Versalles, localizada nas margens bolivianas

Surpresa e vitória para o Cineamazônia

Texto- Ismael Machado Fotos- Zeca Ribeiro Edição- Lui Machado Vitória Laís tem nove anos e dois sonhos. O de deixar os cabelos alourados crescerem como o de Rapunzel- sem alisar-

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!