Marcos Winter será o mestre de cerimônia do Festival Cineamazônia

Cristina Lago, Gero Camilo, Rodrigo Lima, Cacá Carvalho, Ingra Liberato. Em comum, além do inegável talento individual, esses artistas fazem parte do time que já emprestou o próprio carisma como mestres de cerimônias do Cineamazônia, o mais importante festival de cinema ambiental da região Norte. Cada um dentro do próprio estilo ajudou a abrilhantar mais a semana em que a capital rondoniense de Porto Velho respira a chamada sétima arte. Na edição 2016, outro nome de respeito vem se juntar a essa galeria. É o ator Marcos Winter, atualmente sendo personagem protagonista de Magnífica 70, série dramática que foi uma das boas surpresas nacionais dos últimos tempos.

Trazer mestres de cerimônias para o festival é uma ideia que se cristalizou como mais uma atração-tradição do Cineamazônia. A escolha recai em nomes não apenas famosos, simples celebridades, mas artistas cuja trajetória demonstra consciência ética profissional. É o caso de Winter, membro do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA), além de militar na ONG Movimentos Humanos Direitos.

O ator também aproveitará a ida a Porto Velho para divulgar o longa-metragem, Rondon, o Desbravador, uma produção que se destacou recentemente por fazer o Brasil voltar os olhos ao cinema feito em Mato Grosso. O filme conta a história do mítico Marechal Cândido Rondon e vai abrir o Cineamazônia, como filme convidado do festival. Marcos Winter é um dos personagens principais do longa.

nelson-xavier-e-marcos-winter

Nelson Xavier e Marcos Winter em cena de “Rondon, O Desbravador”

Formado em Artes Cênicas pela Universidade São Judas Tadeu, Marcos Winter começou a atuar em 1984 e traz no currículo duas dezenas de peças de teatro – entre elas, ‘O Carteiro E O Poeta’, ‘O Despertar da Primavera’ e ‘Casa de Boneca’. Nesses anos de carreira, vem acumulando também uma grande experiência na televisão. Participou de novelas como ‘Pantanal’, ‘Felicidade’, ‘Fera Ferida’, ‘A Indomada’, ‘Duas Caras’ e na recente ‘Flor do Caribe’, como Reinaldo, além de minisséries – ‘Agosto’ e ‘Fim do Mundo’ -, de programas especiais e de uma série de reportagens para o Canal Futura.

No cinema, esteve em três longas: ‘Barrela’, ‘Lua de Outubro’ e ‘Vestido de Noiva’. O ator também é conhecido pelo seu engajamento na causa dos direitos humanos.

O festival de cinema ambiental rondoniense Cineamazônia inicia no dia 22 e vai até o dia 26 de novembro.

Cineamazonia, 14a EDIÇÃO, tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet. Apoio Cultural da Prefeitura de Porto Velho, através da SEMA.

Você também pode gostar

TV goiana exibe três temporadas de Imagens d...

  Produtora de “Imagens da Memória”, a Espaço Vídeo e Cinema celebrou parceria com a TV Serra Azul, localizada na cidade de Porangatu, Norte goiano e retransmissora da TV Futura,

Uma só linguagem em Guayaramerin: arte

As ruas movimentadas do comércio de Guayaramerin parecem ter ficado perdidas num tempo que faz falta aos moradores dessa pequena cidade boliviana. A alta do dólar tem afastado os principais

Cineamazônia encanta Pedras Negras

Não tem sido fácil para a embarcação que transporta o Cineamazônia chegar a muitas das comunidades ribeirinhas para a o projeto de Itinerância. Isso porque o rio Guaporé está no

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!