CINEMA NO CIRCO MARCA A VOLTA DE XUXU A PORTO VELHO

Ator Luiz Carlos Vasconcelos reencena espetáculo Silêncio Total na capital, junto a exibição de filmes em bairro da periferia de Porto Velho

Ele está de volta e pede silêncio total. Ele, no caso, é o ator Luiz Carlos Vasconcelos e seu marcante personagem, o Palhaço Xuxu. Já tendo participado em outros anos do festival e da itinerância do Cineamazônia, Xuxu e o espetáculo ‘Silêncio Total’ retornam a Porto Velho, integrando a mostra Cinema no Circo, que será exibida hoje, 23\11, a partir das 20 horas. O bairro Ayrton Senna foi o local escolhido para receber a lona do circo cinematográfico nessa edição.

O teatro e principalmente o circo sempre foram as grandes paixões de Vasconcelos, que, apesar de ser formado em Letras, estudou artes cênicas na Dinamarca para depois incorporar-se ao grupo teatral Intrépida Trupe. Em 1978 criou o Palhaço Xuxu, que nunca mais o abandonou.

O espetáculo ‘Silêncio Total’ encerrará uma programação de oito filmes, entre animação, ficção e documentários, para a comunidade do bairro Ayrton Senna. “Sempre nos preocupamos com a democratização do acesso à arte e levar cinema e circo para bairros onde o acesso é mais restrito faz parte do que move o Cineamazônia”, explica Jurandir Costa, um dos organizadores do festival.

Cineamazonia, 14a EDIÇÃO, tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Lei Rouanet. Apoio Cultural da Prefeitura de Porto Velho, Sejucel e Unir – Universidade Federal de Rondônia.

 

Previous Tom político e social marca abertura do Cineamazônia 2016
Next Poesia portuguesa em Rondônia

Você também pode gostar

Público lota praça em Iñapari no primeiro dia de Cineamazônia

O primeiro dia de Cineamazônia Itinerante, em Iñapari, no Peru, teve tudo o que o festival se propõe a fazer. Muitas gargalhadas, sorrisos e uma mensagem forte sobre conscientização ambiental

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE NAS MONTANHAS GELADAS DO PERU

Se Cusco está a quase 4 mil metros acima do nível do mar, a comunidade de Amaru – povo contemporâneo dos Incas – vive a 4,3 mil. é um frio

Filme sobre Rondon vai abrir a 14a edição do Cineamazônia 

Marechal Cândido Rondon, foi uma das mais proeminentes figuras que ajudou a colonizar o território brasileiro de forma efetiva. É sobre esse personagem histórico que se trata o filme “Rondon,