BAIXO MADEIRA RECEBE PROGRAMAÇÃO DO FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE 2012

BAIXO MADEIRA RECEBE PROGRAMAÇÃO DO FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE 2012

O Festcineamazônia Itinerante está no baixo Madeira com cinema e vídeo ambiental. é a etapa que leva a programação de graça para a população ribeirinha de Porto Velho como forma de integração cultural através do cinema. Além de filmes e vídeos, o Festicineamazônia leva ainda, show circense com o Palhaço Sorriso, personagem do ator Marcos Eldon.

A primeira localidade a receber a programação foi São Carlos na noite do dia 11. No domingo (12) o festival chegou a Nazaré. Nesta segunda-feira (13) será a vez dos moradores de Calama prestigiarem a programação cultural. A última apresentação nessa rota será na terça-feira (14) em Demarcação.

A cada ano o Festicineamazônia realiza a etapa itinerante como forma de divulgar o cinema nacional em comunidades sem salas de projeção. São escolhidos filmes e vídeos que participam da Mostra Competitiva do festival em Porto Velho. Produções convidadas também são inclusas na programação.

Foto: Avener Prado / FESTCINEAMAZONIA

O Festcineamazônia® Itinerante 2012 tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, Secretaria do Audiovisual, apoio cultural Prefeitura do Municipio de Porto Velho através da SEMED, Secretaria Municipal de Educação e Fundação Iaripuna.

Foto: Avener Prado / FESTCINEAMAZONIA

Você também pode gostar

PORTUGAL RECEBE PROJETO CULTURAL DE RONDÔNIA

O circuito itinerante do Fest Cineamazônia – Festival de Cinema e Vídeo Ambiental da Amazônia será exibido em Portugal, no dia 7 de abril, no Auditório Sóror Mariana. O evento

FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE MUDA ROTINA DE U...

A chuva ameaçou, mas não tirou o ânimo e nem a vontade dos moradores do distrito de União Bandeirantes, aproximadamente 160 quilômetros de Porto Velho, de assistir as apresentações de

ITINERÂNCIA DO FESTCINEAMAZÔNIA NO VALE DO ...

Às margens do Rio Guaporé, o Forte Príncipe da Beira é um marco do Brasil Colônia na fronteira com a Bolívia. Obra iniciada em 1776 contou com a mão de

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!