Cineamazônia Itinerante faz atividades em Forte Príncipe da Beira, Costa Marques e Buena Vista

Logo após passar por San Lorenzo (na Bolívia) e o distrito de Surpresa, no início do final de semana o Cineamazônia Itinerante chegou a uma das regiões históricas mais importantes de Rondônia: o Forte Príncipe da Beira, construído pelos portugueses para defender o território do domínio espanhol, cuja construção foi concluída em 1776.

Para uma das representantes da Associação da Comunidade Quilombola Forte Príncipe da Beira, Maria Nascimento, a presença do Cineamazônia Itinerante é de grande importância para estimular a cultura, arte e cinema nas crianças. “Não é a primeira vez que vocês vêm até nós. Todas as vezes acompanho e assisto os filmes e o espetáculo do palhaço. Isso é importante para a criançada começar a juntar e ver a importância da arte e da cultura nas nossas vidas, ainda mais, que estamos longe das cidades que têm acesso mais fácil a isso”, disse ela.

Quem também estava distribuindo alegria era o pequeno Enzo Gabriel, de apenas três anos de idade, que participou ativamente do espetáculo do palhaço Cloro e praticamente foi seu assistente. Queria até ir embora com a caravana do Cineamazônia Itinerante. “Meu filho estava muito alegre e ansioso para ver os filmes e o palhaço. Nossa comunidade é muito carente desse tipo de diversão, tanto o cinema quanto o circo. Participarei sempre que possível e espero que voltem mais vezes”, afirmou a mãe dele, Daiane Sosa Peña.

A atividade do Cineamazônia Itinerante contou com o apoio do Exército Brasileiro, por meio do Pelotão de Fronteira comandando pelo capitão Ramón Tibúrcio.

Buena Vista

Na pequena escola secundária do lugarejo que fica bem em frente a Costa Marques, conhecido por ter sido todo construído no estilo de palafitas, a população de cerca de 250 pessoas assistiu um “pocket show” do palhaço Cloro, que animou o final da tarde dos habitantes da vila boliviana, na tarde do sábado (02).

Costa Marques

Em Costa Marques, as exibições de curta metragens e a apresentação do palhaço Cloro aconteceram na praça da Câmara de Vereadores, na noite também do sábado (02).

Dezenas de pessoas lotaram o espaço reservado para a projeção dos filmes e a apresentação circense. “Eu sou suspeita para falar, mas eu adoro palhaços. Sempre que tenho oportunidade, vou ao circo dar boas risadas. Eu penso que essas são oportunidades únicas que a gente tem para extravasar, rir muito, ainda mais que temos vivido tempos muito difíceis, de muita tensão. Trouxe meu neto, mas amei tudo, tanto os filmes, quanto o palhaço”, disse Neide Kinapp.

Algumas pessoas que não perdem o Cineamazônia também compareceram a atividade em Costa Marques e gostaram bastante da atividade do projeto. “Sempre que vocês estão aqui ou quando estou em Porto Velho, vou ao teatro Banzeiros conferir toda a programação e os filmes que estão concorrendo aos prêmios. Acho o projeto de vocês ótimo e quero que vocês continuem trabalhando muito pela cultura e pela arte por muito tempo. A gente fica muito feliz em ver que vocês sempre prestigiam Costa Marques”, afirmou o vereador Sérgio Pinheiro, mais conhecido como Serginho.

Mais Cineamazônia

O Cineamazônia Itinerante continua a segunda etapa do projeto, com a exibição de filmes e apresentações circenses com o palhaço Cloro por mais nove localidades no Vale do Mamoré e ao longo do Rio Guaporé até o dia 12 de setembro, quando encerrará suas atividades em Cabixi, no cone Sul do estado.

A equipe do Cineamazônia irá até comunidades ribeirinhas e quilombolas, reservas extrativistas, tanto do lado brasileiro como do lado boliviano. As primeiras apresentações foram feitas na estrada, como ocorreu na primeira etapa da itinerância.

Serão alternados municípios e localidades rondonienses e bolivianas. As próximas localidades e cidades que estão previstas são: Quilombo Santo Antônio, Versalles, Quilombo de Pedras Negras, Mateguá, Porto Rolim, Cafetal, Remanso, Pimenteiras, e por fim, Cabixi.

A 15ª edição do Cineamazônia tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual e da Lei Rouanet. Ainda tem o apoio cultural da Sejucel, Funcultural, Fecomércio e SESC Rondônia. O Cineamazônia é associado ao Fórum dos Festivais e membro do Green Film Network.

Texto: Felipe Corona
Fotos: Beethoven Delano.

Você também pode gostar

Mestre de Cerimônias em nome da representati...

Uma das marcas do Festival Cineamazônia sempre foi a presença de grandes nomes do teatro e do cinema como Mestres de Cerimônia. Artistas do quilate de Cacá Carvalho, Marcos Winter, Gero

FORTE PRÍNCIPE RECEBE O FESTICINEAMAZÔNIA I...

Fortaleza foi construida pelos portugueses na margem direira do Rio Guaporé Por Sérgio Carvalho Foto de Eder Medeiros No último dia 13 de agosto, na entrada da ruína do grande

30/03/2010 FEST CINEAMAZÔNIA EXIBE CORUMBIAR...

O Fest Cineamazônia Itinerante fecha hoje (30/03), o ciclo das capitais da região Norte, com exibição a partir das 19 horas, na Biblioteca Pública Estadual, de Rio Branco (AC). Produções

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!