Histórias mal Contadas será exibida na TV Serra Azul

Resultado de uma parceria entre a Espaço Vídeo e Cinema e a Fundação Cultural Serra Azul, gestora da TV Serra Azul, localizada na cidade de Porangatu, Norte goiano, retransmissora da TV Futura, a série documental “Histórias mal Contadas” passa a ser exibida a partir de maio na programação da TV goiana.

Composta por 25 capítulos e com 1h52 minutos no total, “Histórias mal contadas” retrata a importância da preservação da oralidade da música autoral e revela todo o processo de construção das músicas através do depoimento de cada compositor participante. Através das narrativas descobre-se as curiosidades e os processos de composição dos artistas.

A figura do personagem como um narrador em processo oralizante possibilita o entendimento da mistura de vozes e sons presentes no qual é possível enriquecer o ponto de vista de cada tema e o produto audiovisual pode ser considerado como uma extensão do processo oral, com a intenção de dar voz ao(s) personagem(s) tornando-o, ao mesmo tempo, sujeito do processo e agente de preservação e resgate do patrimônio cultural vinculado a música autoral e as memórias coletivas.

A série retrata desde músicos famosos, como Chico Batera por exemplo, como pessoas totalmente desconhecidas, seja no Sertão Nordestino, na Floresta Amazônia ou em uma grande cidade, mas que fazem da música e da composição o retrato de seus locais e de suas culturas.

Todos os programas são tratados com a mesma estética, buscando sempre aspectos raros e desconhecidos e, com a possibilidade do desaparecimento das pessoas reais para ocupar uma paisagem sempre em constante transformação.

Você também pode gostar

Mestre de Cerimônias em nome da representati...

Uma das marcas do Festival Cineamazônia sempre foi a presença de grandes nomes do teatro e do cinema como Mestres de Cerimônia. Artistas do quilate de Cacá Carvalho, Marcos Winter, Gero

Cineamazônia oferece oficina gratuita para l...

Oficina de Bete Bullara será realizada entre os dias 23 e 25 de novembro no Centro de Formação do Teatro Banzeiros. As inscrições para os dois cursos-oficinas podem ser feitas através do site www.cineamazonia.com.br/oficinas. Aprofundar-se no

Guayaramerín lota exibição do Cineamazôni...

A noite da sexta-feira (25) foi especial para o Cineamazônia Itinerante: o projeto fez sua atividade na cidade boliviana de Guayaramerín, que faz fronteira com Guajará-Mirim, separadas apenas pelo Rio

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!