FEST CINEAMAZÔNIA CHEGA A CUZCO COM A INTEGRAÇÃO LATINOAMERICANA DE ARTES

A cidade de Cuzco recebe hoje (21/07), a exibição da mostra itinerante do Fest Cineamazônia 2009. O evento será na Faculdade de Arquitetura da Universidade Nacional San Antonio Avad. Cuzco é uma cidade turística por possuir uma das sete maravilhas do Mundo Antigo, as ruínas de Machu Picchu, cidade perdida onde os Incas faziam práticas religiosas.

Durante a mostra itinerante está sendo gravado um curta-metragem tendo como protagonista o cantor portovelhense Bado. Nesta terça-feira Bado estará gravando cenas com artistas populares de Cuzco. Outras locações foram feitas durante a viagem, inclusive, no topo da cordilheira dos Andes.

No filme, o cantor canta a música Horizontes e Fronteiras, tema do filme com o mesmo nome. Com narrativa poética, o protagonista contará em sua ótica a integração do Brasil e Peru através do cinema e vídeo.

Outro artista de Rondônia que faz parte da caravana é o ator Marcos Eldóm, que interpreta o palhaço Bob. Eldóm foi protagonista de um curta-metragem produzido no ano passado pelo Fest Cineamazônia com o curta metragem O Circo do Cinema.

 

Nesta etapa, a mostra itinerante foi exibida em Rio Branco (AC), e nas cidades peruanas de Iñapari, Porto Maldonado, Marcapata e Cuzco.

O Fest Cineamazônia Itinerante é patrocinado pela Petrobras, através da Lei de Incentivo à cultura, da Secretaria de Audiovisual, do Ministério da Cultura. Tem como apoiadores a Santo Antônio Energia, Maporé, Governo de Rondônia, Prefeitura de Porto Velho através da SEMDES/SEMED, senadora Fátima Cleide, e deputado federal Eduardo Valverde.

Você também pode gostar

FESTCINEAMAZÔNIA CONCLUI SUA ITINERÂNCIA PE...

Depois de quase dez dias na estrada, o FESTCINEAMAZÔNIA concluiu a primeira etapa de sua itinerancia 2015 pelos distritos de Porto Velho, RO, em Jacy-Paraná, para um público de quase

Cineamazônia Encontra Abrigo em Forte Prín...

Texto- Ismael Machado Fotos- Zeca Ribeiro Edição-Lui Machado O Forte Príncipe da Beira é uma das edificações mais imponentes e intrigantes que o período colonial legou ao Brasil. Situado às margens

EXPEDIÇÃO FESTCINEAMAZÔNIA LEVA MÚSICA, P...

“Estou esperando o calor tropical que ainda não veio”. Em tom de brincadeira o escritor português José Luís Peixoto reclamava da baixa temperatura de frios cortantes na cidade boliviana de

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!