Cineamazônia Itinerante 16ª Edição participa dos festejos do Divino Espírito Santo

Cineamazônia Itinerante 16ª Edição participa dos festejos do Divino Espírito Santo

 

Cineamazônia Itinerante 16ª Edição participa dos festejos do Divino Espírito Santo

 

No dia 05 de junho o Cineamazônia Itinerante – 16ª Edição participou, na cidade de Remanso, dos festejos dedicados ao Divino Espírito Santo, que este ano completou 125 anos de tradição no Vale do Guaporé. Na noite do dia 07, o Cineamazônia exibiu o curta “Divino cem vezes Divino”, do cineasta rondoniense Beto Bertagna, filmado em 1994 quando a festa completou 100 anos de tradição.

No documentário, o cineasta ressalta as origens da festa e sua forte influência religiosa ao longo dos anos, com depoimentos de romeiros e devotos, muitos identificados, durante a exibição, por parentes e amigos e por uma plateia atenta e silenciosa que, ao final do filme, se emocionou e agradeceu com muitas palmas.

A Festa do Divino Espírito Santo

Reunião de populações ribeirinhas ao longo do Rio Guaporé, a festa reúne emoção, fé e devoção, unindo povos e culturas diferentes vinculadas às tradições religiosas seculares da herança da presença colonial portuguesa e espanhola na região. Durante cinco dias, a cidade de Remanso, de pouco mais de 500 habitantes, teve o seu porto transformado em ponto de parada de barcos com pessoas que chegam de todas as partes, modificando totalmente o dia-a-dia da comunidade. Em 2020, a festa será na cidade de Costa Marques.

“Carité” – pequena embarcação que percorre as comunidades do Guaporé

Misturando o sagrado e o profano, durante o dia, a religiosidade domina o ambiente com hinos e cantigos e a noite, após as missas, bares se transformam em ponto de encontro e dança para a juventude local e visitantes. Marcada pelo viés religioso, com procissões, novenas e missas, a celebração do Divino Espírito Santo revela um forte caráter folclórico, com suas tradições e ampla participação popular, e cada cidade que a realiza acrescenta sua cultura local na comemoração. No Vale do Guaporé são mais de 40 dias de peregrinação e cinco dias de festejo. Cerca de 40 promesseiros fazem 37 paradas em diferentes comunidades às margens do rio em ambas as margens, no batelão (barco), para levar aos fiéis os símbolos sagrados.

A Festa do Divino Espírito Santo acontece sempre no domingo de Pentecostes, 50 dias após a Páscoa, onde é comemorada a vinda do Espírito Santo sobre os apóstolos de Jesus Cristo. Fiéis recorrem ao Espírito Santo com pedidos e promessas, mesmo o Divino Espírito Santo não sendo santo nem padroeiro, mas uma divindade para agradecer e festejar. É uma força representada pela pomba branca, pelas bandeiras coloridas, pelos hinos e pelo mastro, que anuncia um novo tempo por meio da propagação de sete dons: fortaleza, sabedoria, ciência, conselho, entendimento, piedade e temor a Deus. A Festa do Divino Santo é baseada principalmente nas relações de parentesco e vizinhança, que se organizam em mutirões para arrecadar fundos para a própria comunidade. Em muitas regiões do Brasil, a Festa do Divino é representada por cavalhadas, mascarados, quermesses, folias e outras características regionais e locais.

População a espera dos festejos

Bacia Cultural

A festa do Divino Espírito Santo, realizada ao longo dos 1.200 Km do Rio Guaporé, unindo brasileiros e bolivianos em torno de um mesmo propósito demonstra a afirmação de De Certeau de que a cultura é uma estrada de mão dupla, onde a experiencia humana se realiza, transita e se enriquece, não conhecendo a fronteira determinada pelas relações políticas e institucionais e, como defendido pelo músico Gilberto Gil, forma uma bacia cultural, composta por um espaço geográfico diferenciado, que toma como referência a cultural regional, valorizando, ao mesmo tempo, a identidade e a diversidade.

Trata-se de metáfora pertinente, inspirada no conceito de bacia hidrográfica, que evoca a ideia de manancial, de vale, de irrigação do solo adjacente ao curso e de distribuição do “líquido precioso” que corre em seu leito. A bacia cultural se alimenta das inúmeras fontes criativas que formam os mananciais de bens simbólicos que, um a um, vão desaguando no eixo que confere identidade à bacia. Ela é cortada por uma artéria aberta que deixa fluir a seiva da cultura regional para alimentar o grande rio da diversidade cultural e o oceano das culturas do mundo, se tornando um território que se configura em torno de um mesmo fluxo cultural, nutrido por fontes culturais diversas, que se fundem e se desdobram numa rede relacional de influências e confluências, para formar, em sua diferença e a partir de um imaginário compartilhado, um espaço original e único.

 

O Cineamazônia

O Cineamazônia – Festival de Cinema Ambiental surgiu há 16 anos na Amazônia Brasileira, com o objetivo de realizar a junção entre a sétima arte e o meio ambiente, divulgando e promovendo a mensagem pela sustentabilidade, o respeito à natureza e à tradição dos povos que dela dependem. Isso sem esquecer de divulgar, integrar e promover discussões em torno da produção de cinema e vídeos nacionais e internacionais, e a formação de plateia e a consciência sócio ambiental.

O Cineamazônia Itinerante é o único Festival de Cinema Ambiental da Amazônia e o mais antigo ainda em atividade. Cineamazônia é a luz do cinema que une Brasil, África, Cabo Verde, Portugal, Colômbia, Peru e Bolívia. É a Luz do cinema que brilha o perto e o longe, que vai até comunidades isoladas da Amazônia, é o registro da memória em estado bruto. O Cineamazônia não para.

 

Cineamazônia Itinerante – 16a edição – tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cidadania, Secretaria Especial da Cultura, Lei de Incentivo à Cultura.

Apoio Cultural: Prefeitura de Cabixi, Prefeitura de Pimenteiras do Oeste e Prefeitura de Costa Marques

 

_______________________________________________

Acompanhe a 16ª Edição do Cineamazonia Itinerante – Festival de Cinema Ambiental, compartilhe, adicione, curta e divulgue entre os seus contatos: #cineamazonia

 

Crédito das Imagens – Cineamazonia Itinerante 16ª Edição

Contato Imprensa:

Felippe Jorge Kopanakis – 21-994002122

Mail: imprensacineamazonia@gmail.com

 

Você também pode gostar

Cineamazonia Itinerante – 16ª Edição exi...

  A cidade de Costa Marques, em Rondônia, foi a quinta localidade a receber a mostra de curta metragens do Cineamazonia Itinerante – 16ª Edição, na noite do sábado, 15

CABO VERDE RECEBE FESTIVAL BRASILEIRO DE CINE...

O Fest Cineamazônia está na cidade de Praia, capital da República de Cabo Verde, na áfrica, com mais uma exibição pela mostra itinerante internacional. Na programação serão exibidos filmes e

PEDRAS NEGRAS A MAIS IMPORTANTE COMUNIDADE QU...

Pedras Negras é uma reserva biológica pertencente ao município de São Francisco do Guaporé,  que depois de anos de luta hoje vive hoje um clima de otimismo. A equipe do

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!