EM NOITE DE FRIO, FESTCINEAMAZÔNIA ESQUENTA GUAYARAMERIN

EM NOITE DE FRIO, FESTCINEAMAZÔNIA ESQUENTA GUAYARAMERIN

A noite de apresentação do Festival de Artes Integradas-Festcineamazonia em Guayaramerin, na Bolívia, teve o frio como ingrediente inesperado. Com uma temperatura que chegou aos 12 graus centígrados, mas com um vento gelado que diminuía ainda mais a sensação térmica, as atrações acabaram por ser compactadas, para não expor em demasia o numeroso público à friagem.

Mesmo assim, foi uma noite de surpresas. Sorteios de camisas do Festcineamazonia Itinerante descontraíram o público. Respostas certas sobre o festival garantiam o brinde. A promoção se repetiu mais adiante, com os pretendentes às camisas tendo de ler poesias de José Luiz Peixoto no palco improvisado.

Mais uma vez Bado iniciou as apresentações. Modificando o repertório, cantou músicas com sotaque castelhano para maior interação com o público. Brincando com a ausência do calor amazônico, o poeta português José Luiz Peixoto fez uma leitura rápida dos poemas.

Já o palhaço Martin Martinez se sentiu totalmente em casa. Podendo falar em espanhol, aumentou o tempo da apresentação, inserindo novos elementos que não haviam sido presentes na primeira noite, em Guajará Mirim, ainda em Rondônia. A exibição de filmes encerrou a noite.

Com a apresentação em Guayaramerin, a itinerância do Festcineamazonia irá iniciar a etapa ribeirinha. A próxima parada será na localidade de Surpresa, já no Vale do Guaporé. Dia 12 está prevista a exibição de filmes, arte circense, show musical e poesia. Depois será a vez de Beni, no lado boliviano do Guaporé.

O Festival de Artes Integradas – Festcineamazônia Itinerante 2013 tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal através da Lei Rouanet, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, apoio cultural da Santo Antônio Energia e Parceria Institucional da Fundação Banco do Brasil.

Por Ismael Machado/Festcineamazonia – Foto Hubert HAYAUD

Você também pode gostar

Cineamazônia Itinerante chega a San Lorenzo ...

Depois de uma passagem pela Resex Rio Ouro Preto, Guajará-Mirim, Guayaramerín e Iata, o Cineamazônia Itinerante trocou as estradas de asfalto e chão pelo barco e chegou até a cidade

Comunidade Quilombola Santo Antônio Recebe I...

Local cuja presença do Cineamazônia Itinerante também recebeu uma acolhida calorosa foi a comunidade quilombola de Santo Antonio.  Um dos líderes da comunidade, Roberto Lopes, 37 anos, destacou a importância

Uma só linguagem em Guayaramerin: arte

As ruas movimentadas do comércio de Guayaramerin parecem ter ficado perdidas num tempo que faz falta aos moradores dessa pequena cidade boliviana. A alta do dólar tem afastado os principais

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!