FESTCINEAMAZÔNIA ITINERANTE SUBINDO O RIO GUAPORÉ CHEGA A PORTO ROLIM DE MOURA

Expansão da atividade agropastoril prenuncia conflito ambiental na região

Depois de percorrer mais de 1.400 km subindo o Rio Guaporé e visitado nove comunidades brasileiras e bolivianas, o Festcineamazônia Itinerante chega a Porto Rolim de Moura. A localidade vive um clima de conflito latente. A expansão da atividade agropastoril está levando os proprietários de terras a questionarem o caráter sustentável da Reserva Biológica de Corumbiara. A pesca predatória é outra atividade econômica a se somar a esse contexto.

O barco chega e logo sua população de pouco mais de mil habitantes, vão se movimentando entorno da equipe de cinegrafistas, fotógrafos e jornalistas. A escola tornou-se ponto de apoio da equipe e o principal difusor do Festcineamazônia. Suas salas são decoradas com gravuras de plantas e animais da região, dando aos alunos o ambiente propício às mensagens em defesa do meio ambiente. A escola Ana Nery foi escolhida para a exibição dos filmes e da apresentação do Palhaço XUXU. A professora Rosangela Lopes dos Santos, 38 anos, há 12 anos na escola, nos falou que é a primeira vez que ela irá “ ver um cinema de verdade” e acrescenta que o mais próximo fica a uma distância de 200 km, em outro município.

A noite, com o ginásio lotado, é iniciada a exibição dos filmes, que para o professor Valdere Quintão, diretor da escola “vem preencher uma grande lacuna, pois a comunidade é totalmente desprovida desse tipo de manifestação, principalmente em se tratando de suas mensagens em defesa da natureza, só temos a agradecer ao Festcineamazônia”, encerra Valdere.

Os filmes selecionados para a exibição foram: O Mapinguari – direção de Marcos Magalhães, Tempo de Criança – direção de Wagner Novais, Leonel Pé de Vento – direção de Jair Giacomini e Pajerama – direção de Leonardo Cadaval.

Para a alegria das crianças entrou em cena o Palhaço XUXU, a primeira nessa Itinerância dentro de um ginásio com o público formado em grande maioria pelos alunos da escola. XUXU como sempre acontece chegou de modo inusitado, já desde logo causando impacto na criançada.

O Festcineamazônia prossegue para Pimenteiras-BR depois de 36 horas de viagem rio acima, a última localidade desta Itinerância pelo Vale do Guaporé.

O Festcineamazônia 2012 tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal através da Lei Rouanet, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Governo de Rondônia, Secel, TAL – Television America Latina, Governo Autônomo Municipal de Guayaramerim/Bolívia e Prefeitura Municipal de Guajará Mirim/Brasil.

Você também pode gostar

Cineamazônia Itinerante encerra atividades n...

A noite de segunda-feira (11) foi bastante animada para quem foi até a praça da Prefeitura de Pimenteiras. Dezenas de famílias com crianças e adultos estavam ansiosos para assistir diversos

Abertura do Cineamazônia é nesta terça-fei...

Um dos festivais de cinema mais importantes do país, o Festival Latino Americano de Cinema Ambiental – Cineamazônia, que chegou a sua 15ª edição, terá sua abertura oficial nesta terça-feira

A PRIMEIRA VEZ NÃO SERÁ ESQUECIDA

É um tempo diferente o que cerca a comunidade que vive na Reserva Extrativista Rio Ouro Preto, entre os municípios de Guajará-Mirim e Nova Mamoré, em Rondônia. Guiados pelo rio

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!