PEDRAS NEGRAS A MAIS IMPORTANTE COMUNIDADE QUILOMBOLA NO VALE DO GUAPORÉ RECEBE O FESTCINEAMAZÔNIA

A Intinerância do Festcineamazônia prossegue subindo o Rio Guaporé

Pedras Negras é uma reserva biológica pertencente ao município de São Francisco do Guaporé,  que depois de anos de luta hoje vive hoje um clima de otimismo. A equipe do Festcineamazônia Itinerante ao chegar na localidade, deparou-se com uma estrutura não encontrada em nenhuma outra da região. Sua economia que originalmente se baseava exclusivamente na extração da castanha, hoje a comunidade Quilombola de Pedras Negras  conta com uma central de energia elétrica, duas escolas, telefones públicos, algumas ruas posteadas com luminárias, um campo de pouso para pequenos aviões, duas pousadas, uma sorveteria, bares, serviços de pescarias esportivas. Além dessas atividades possui uma beneficiadora de mandioca para o fabrico de farinha e polvilho.

Mesmo com esse crescimento, Pedras Negras recebe o Festcineamazônia com grande curiosidade, justificada pelo desconhecimento da sétima arte por grande parte de sua população. Para Sr. Sebastião Ferreira Coelho, 44 anos, que nunca foi a um cinema, perguntado logo após as exibições da noite, afirmou “é muito diferente da televisão, parece que a gente faz parte do filme”.

O local escolhido para se montar a arena, foi  em um elevado na frente de uma antiga igreja,  de lá se descortina o grande e mágico Rio Guaporé. Noite com temperatura amena, céu estrelado e uma lua cheia a clarear a paisagem já com as cadeiras, o palco e telão.

Dentre os filmes exibidos na programação da noite, o documentário “Quilombagem” dirigido por Fernanda Kopanakis e Jurandir Costa, foi recebido pela comunidade com especial expectativa, o documentário realizado há seis anos, mostra a luta pela posse da terra desenvolvida pelos descendentes afro-brasileiros, muitos dos quais com parentes na plateia.

Após as exibições dos filmes, foi a vez da magia do circo com o Palhaço XUXU. Um palhaço que nos remete às memórias da infância, revelando o lado risível dos homens. O Palhaço XUXU deixa em todas as suas apresentações mensagens em defesa da natureza, e a harmonia entre os povos.

O Festcineamazônia prossegue subindo o  Rio Guaporé, visitando às comunidades ora de um lado, ora de outro do rio, este movimento foi definido pelo Palhaço  XUXU como sendo  uma costura que estreitará inda mais as relações entre Brasil e Bolívia.

A Itinerância prossegue pelo Vale do Guaporé às próximas localidades de Mategua – BO ( 03/07 ), Porto Rolim – BR ( 04/07 )  e concluirá dia 06 de julho em Pimenteiras –BR.

O Festcineamazônia 2012 tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal através da Lei Rouanet, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, Governo de Rondônia, Secel, TAL – Television América Latina, Governo Autônomo Municipal de Guayaramerim/Bolívia e Prefeitura Municipal de Guajará Mirim/Brasil.

Você também pode gostar

Cineamazônia anima público de Assis Brasil ...

Após uma longa viagem, o Cineamazônia Itinerante chegou a Assis Brasil na quinta-feira (03), para a primeira atividade da caravana prevista até o dia 14 de agosto. O local escolhido

Cineamazônia leva cinema no circo até Cande...

O Festival Latino Americano de Cinema Ambiental – Cineamazônia no ano de 2017, realiza sua 15ª edição, e para tanto, tem como uma de suas metas, a compreensão da necessidade

Amazon Sat exibe jornada Cineamazônia Itiner...

O encontro do cinema com as diversidades de populações da Amazônia no Brasil, Peru, Bolívia e Colômbia é uma forma de definir a série documental ‘Itinerâncias: uma jornada pelo Cineamazônia

0 Comments

Ainda não há comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!