Cineamazônia 17 anos – 1 a 5 de dezembro de 2020 – A Natureza não pode sair de cena

Cineamazônia 17 anos – 1 a 5 de dezembro de 2020 – A Natureza não pode sair de cena

O Cineamazônia – Festival de Cinema Ambiental, um dos mais tradicionais eventos de cinema da região Amazônica, realiza, de 01 a 05 de dezembro de 2020, a sua 17ª Edição, que, este ano, em função das medidas impostas pela pandemia, será totalmente online e com acesso gratuito aos filmes selecionados para as mostras e demais atividades.

Os filmes concorrem ao Troféu Mapinguari nas categorias curta e média metragem nos gêneros de animação, experimental, ficção e documentário, além do Prêmio Thiago de Mello: Júri Popular – Troféu Esperança, escolhido pelo público através de votação pela internet durante o festival além documentários de longa metragem que concorrem ao Prêmio Silvino Santos.

Na competição de curtas e médias, várias premiações recebem o Troféu Mapinguari, que além dos melhores em cada gênero, concorrem a prêmios de direção, fotografia e montagem, entre outros, e ao prêmio para a Melhor Produção Amazônica, um incentivo à produção audiovisual da região. A escolha dos filmes que concorrem na mostra competitiva é feita por um júri de profissionais que atuam no setor audiovisual e do meio ambiente. Toda a programação está sendo preparada para atender ao novo formato do Cineamazônia, exibido em plataforma pela internet, a exemplo de diversos outros festivais e atividades culturais durante este ano.

Em um ano marcado pela pandemia e o isolamento social, além da grave crise no setor cultural e na indústria de conteúdo nacional, que se arrasta desde o início de 2019, que fragilizou a produção audiovisual, represando recursos e sem uma clara definição de políticas públicas, o que afetou a realização da 17ª Edição na data inicialmente prevista. Estes fatores afetaram também a realização da 16ª Edição, prevista para agosto de 2018, executada apenas através da Itinerância no Vale do Guaporé em dezembro de 2018 e meados de 2019.

Para o diretor da Acapulco Filmes, produtora do Cineamazônia, o cineasta José Jurandir da Costa, o “Cineamazônia teve a sua primeira exibição em 2003, e nestes 16 anos sempre procuramos oferecer ao público muito mais que a simples exibição de filmes, mas também fazer com que o cinema e a temática ambiental fossem levadas e discutidas nas escolas, nas comunidades e se tornassem ferramentas de educação e conscientização, a exemplo das diversas oficinas que oferecemos”. O cineasta destaca ainda a importância do Cineamazônia para a região amazônica, pois “sempre lutamos para o crescimento da produção audiovisual da Amazônia e a integração latino americana e de países de língua portuguesa através do cinema”.

Milton Gonçalves – Homenageado em 2016

A produtora executiva do Cineamazônia, a Fernanda Kopanakis, é enfática ao afirmar que “mesmo sem patrocínio, vamos realizar a 17ª Edição, já que o Cineamazonia não para”, e lembra que “mesmo diante de todas as dificuldades pelas quais passa o setor cultural no país, e em especial o cinema, não poderíamos deixar de contemplar os produtores que se inscreveram em 2018 com os seus filmes, nem mesmo o público que sempre nos acompanhou nestes anos”.

Toda a programação com os filmes selecionado e atividades que acontecem na 17ª Edição do Cineamazônia – Festival de Cinema Ambiental, entre 01 à 05 de dezembro, que este ano tem como tema “A Natureza não pode sair de cena”, será em breve divulgada à imprensa e espectadores e que, segundo os seus realizadores, será um marco para a Amazônia e uma nova fase da produção audiovisual.

Se agende: Cineamazônia – Festival de Cinema Ambiental 17ª Edição – 01 a 05 de dezembro. A Natureza não pode não pode sair de cena.

Acompanhe as nossas redes sociais – YoutubeInstagramFacebook

 

______________________________________

Cineamazônia – Festival de Cinema Ambiental

O Cineamazônia é um dos mais tradicionais festivais de cinema e vídeo ambiental da Amazônia. Realizado desde 2003, o festival apresenta ao público a exibição de curtas, médias e longas metragens nas mostras competitivas, e realiza debates, oficinas e atividades paralelas. O festival também realiza a exibição de filmes com o Cineamazônia Itinerante levando cinema, arte e educação a comunidades isoladas da Amazônia através dos rios e estradas da região, além de exibições que unem o Brasil, África, Cabo Verde, Portugal, Colômbia, Peru e Bolívia e os países de língua portuguesa.

Cineamazônia 17 anos – 01 a 05 de dezembro de 2020 –

Realização: Acapulco Filmes

 

 

Previous TV goiana exibe três temporadas de Imagens da Memória
Next Cineamazônia prepara programação especial para a 17ª Edição

Você também pode gostar

Filmes e alegria marcam Cinema no Circo do Cineamazônia em Candeias do Jamari

Foram 13 filmes exibidos, muitas brincadeiras e alegrias proporcionadas pela palhaça Tetéia. Assim foi o resumo do Cinema no Circo, primeira atividade da 15ª edição do Festival Latino Americano de

Cineamazônia Itinerante faz exibição de filmes às escuras em Rio Pardo

Após percorrer 105 quilômetros que separam Jacy-Paraná de Rio Pardo, a caravana do Cineamazônia Itinerante chegou no início da tarde do domingo (13), ao distrito de Rio Pardo, que pertence

Emoção, qualidade e “canja” dão o tom no Cinema e Música do Cineamazônia

A quinta-feira (19), na escola de música Jorge Andrade, que recebeu a atividade Cinema e Música, do Cineamazônia, não poderia ter sido melhor: primeiro, a oficina aberta com o baterista